Blog do Nildo

Sem medo de ser pessimista

Não queremos ser pessimistas. Tudo a favor do otimismo. Mas não temos medo de ser pessimistas, desde que esse sentimento nos ajude a exorcizar fantasmas.  Sobretudo, os fantasmas que estão provocando estragos na economia e, por extensão, na vida de cada brasileiro.

 

Dito isso, vamos a alguns fatos. O encontro do conselhão, como vem sendo denominado o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), que há muito tempo não se reunia e ...

Continuar lendo →
0

O contrassenso da CPMF

O governo federal insiste num equívoco: empenha-se na ressurreição da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira, a CPMF,  cujo enterro, com salvas de palma da sociedade, ocorreu no dia 31 de dezembro de 2007.

 

Ele não se emenda. Quer porque quer restabelecê-la, como se ela pudesse, a essa altura da marcha à ré na economia brasileira, resolver todos os males aqui ocorridos, em especial nos anos recentes.

 

A ...

Continuar lendo →
0

Imprevidência olímpica

Com a conclusão das obras para a Olimpíada deste ano, no Rio de Janeiro, vai repetir-se, embora em escala diferente, mas em moldura social semelhantemente grave, o cenário pós entrega das obras para a Copa do Mundo: a desmobilização da mão de obra empregada na construção civil. A falta de previsão, para amenizar o impacto do que vai acontecer com o fechamento dos atuais canteiros de obras cariocas, é sumamente olímpica.  Mostra que pouco ou quase nada ...

Continuar lendo →
0

À procura de uma saída

Para onde quer que se ande, lá está a crise. E, para notá-la e vivê-la,  sequer é necessário sair do lugar. Pode-se bater em qualquer porta, seja num gabinete parlamentar ou numa casa da periferia, sempre será fácil encontrá-la. Porque nunca ela se revelou tão explícita, ostensiva e com uma vontade obsessiva de permanecer em primeiro lugar no cenário brasileiro. E não há como fugir-lhe aos efeitos devastadores no ambiente doméstico, nas feiras, bares e por aí ...

Continuar lendo →
0

Engenheiro Plínio Assmann

O engenheiro Plínio Assmann, que recebe o título de Eminente Engenheiro do Ano (2015), concedido pelo Instituto de Engenharia, é um administrador, mas, sobretudo, um pensador dos rumos da engenharia. Veio da região Oeste de Santa Catarina e formou-se engenheiro mecânico eletricista, em 1956, pela Escola Politécnica da USP.

 

Dentre as diversas funções que exerceu em sua trajetória profissional –  secretário dos Transportes do Estado de São Paulo, presidente da Cosipa e ...

Continuar lendo →
0

E a tragédia chega ao mar

Ela já vinha de longe, dos vales da região de Mariana-MG, depois de provocar oito óbitos (um número que tende a aumentar) e de causar destruição de moradias, comprometer o leito do rio Doce e de seus afluentes e de provocar pânico generalizado nas populações do entorno. Biólogos e outros estudiosos se encontram de plantão, unidos pela perplexidade ocasionada por uma ocorrência para a qual não há justificativa sob quaisquer pontos de vista.

 

...

Continuar lendo →
0

Uma tragédia sem fim

Terá fim, essa tragédia de Mariana? Difícil especular, tais os fatores humanos e ambientais soterrados sob a lama. Juntas, as barragens de Fundão e Santarém, naquele município mineiro, acumulavam 62 bilhões de água e rejeitos oriundos do beneficiamento do minério de ferro. Segundo a FSP, tal volume equivalia a um terço da represa Guarapiranga, em SP, ou dez vezes ao da lagoa Rodrigo de Freitas, no RJ.

 

A tragédia não vai parar ...

Continuar lendo →
0

RDC está sepultando a Lei 8.666

As coisas estão assim: com a aprovação do Senado, a Medida Provisória 678/15 deve ser o último prego que faltava para fechar a urna funerária da Lei 8.666, ora prestes a ser solenemente sepultada. Agora, caso seja sancionada pela presidente Dilma Rousseff, ela pode estender o uso do Regime Diferenciado de Contratação (RDC), a praticamente todos os projetos de infraestrutura.

 

Em sua origem, em 2011, o RDC destinava-se tão-somente à contratação de ...

Continuar lendo →
0

O desmonte do PAC

O nome até que é pomposo: Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Pena que tenha vida curta e, em muitos casos, sequer conseguiu, até aqui, dizer a que veio. Um programa dessa natureza não poderia ter os dias contados. Precisaria avançar em todas as áreas para as quais foi destinado e teria de contar com recursos suficientes e contínuos. Mas falhou, desde o início, nos projetos e, depois, nas ações. No conjunto, o PAC hoje é um ...

Continuar lendo →
0

Sem produção e trabalho inclusão social vira falácia

Inserção social. São palavras bonitas, sobretudo, quando sustentadas pela bengala dos números. Mas, para garantir a inclusão social é necessário mais do que números. Alguém um dia afirmou: “Os números não mentem jamais; mas podemos mentir com eles”.

 

Sugerimos uma dose de realidade cotidiana na política de governo para a inserção social. E isso vem faltando há longo tempo, senão durante todo o tempo. Sem oferta de trabalho, em todas as modalidades ...

Continuar lendo →
0
Page 1 of 53 12345...»