Newsletter ENR

Actis britânica lança geradora solar e mira 1,5 GW até 2021

A Atlas Renewable Energy, do fundo Actis, planeja ter metade das iniciativas do Brasil, ao anunciar a aquisição dos projetos da SunEdison na América Latina, com 578 MW em operação ou construção e mais de 1 GW em fase de projeto. Entre eles, estão dois complexos solares – Juazeiro Solar, 119 MW, e São Pedro, 60MW, ambos na Bahia, que foram vendidos pela SunEdison no LER de 2015, cujas obras não sçao iniciadas. O fundo Actis já havia investido na Atlantic Energias Renováveis, que tem em operação 240 MW em eóica e 400 MW em desenvolvimento. Ele comprometeu-se ainda a investir US$ 525 milhões na Atlas.

Fonte: Redação OE

0

AES Tietê ingressa em eólica e solar para diversifi car matriz

A empresa geradora está fazendo a aquisição do primeiro parque eólico — Alto Sertão II, de 386 MW, na Bahia, da Renova Energia, por R$ 650 milhões. Em energia solar, a empresa espera participar de um leilão de energia de reserva (LER) para apresentar a usina fotovoltaica Água Vermelha (SP), de até 150 MW. A geradora busca outras oportunidades de aquisição, embora não descarte novos projetos a serem construídos.

Fonte: Redação OE

0

Accor investe R$ 2 bi e abre 31 novos hotéis no País

O programa de investimentos da rede francesa Accor em 2017 projeta a abertura de 40 novos hotéis na América do Sul, sendo 31 no Brasil, onde São Paulo é seu principal mercado no continente. O foco nos dois próximos anos será em hotéis de alto luxo, depois de ter consolidado sua rede econômica Ibis, que colocou em operação 36 unidades nos dois anos recentes. Buenos Aires e Bogotá também são avaliados.

Fonte: Redação OE

0

SP recorre à concessão para concluir linhas 17-Ouro e 15-Prata

Os dois monotrilhos, com obras atrasadas em pelo menos três anos, preveem na concessão o pagamento de outorga, sendo a concessionária remunerada por passageiro transportado. No caso da linha 15-Prata, o governo estima o valor de outorga em R$ 313 milhões e remuneração de R$ 1,5 por passageiro transportado. Segundo os estudos, a demanda na linha concluída será de 303 mil passageiros/dia.

Fonte: Redação OE

0

Apenas dois grupos participaram do leilão da rodovia Centro-Oeste em S.Paulo

Embora cinco grupos empresariais tenham manifestaram interesse pelo leilão de concessão—Ecorodovias, Patria Investimentos, Arteris, OHL e Acciona—apenas os dois primeiros apresentaram propostas cujas garantias foram habilitadas pela Artesp. O prazo de recurso vai até quarta, quando a comissão de licitação vai anunciar as próximas etapas, que inclui a abertura das propostas de preço. A estrada ligando Florínea a Igarapava (SP) tem 574 km. Ganha quem pagar o maior valor de outorga, a partir do mínimo de R$ 794 milhões. O programa de inversões na rodovia prevê R$ 3,9 bilhões em 30 anos.

Fonte: Redação OE

0

Privatização da CEDAE atrai grupos privados

Com receita de R$ 4,4 bilhões e lucro liquido de R$ 249 milhões em 2015; contra R$ 3,4 bilhões até o terceiro trimestre de 2016 e lucro líquido de R$ 165 milhões, a privatização da Cedae atrai grupos como Brookfi eld e Aegea, vistos como mais capitalizadas, com a coreana GS Inima e Águas do Brasil correndo por fora.

Fonte: Redação OE

0

Lançado edital para estudos sobre concessões de saneamento

Foram seis editais sobre concessões de água e esgotos no Pará, Amapá, Alagoas, Sergipe, Pernambuco e Maranhão, para contratar estudos de consultoria em pregão eletrônico, pelo menor preço. No total, 20 consultorias foram pré-qualificadas. As concessões são em geral de 20 anos, mas os estados podem optar por PPP ou privatização.

Fonte: Redação OE

0

Volvo, GM e Iguatemi anunciam investimentos

Enquanto o grupo Volvo confi rmou a aplicação de R$ 1 bilhão na América Latina, a maior parte no Brasil, a GM ratificou os planos para investir US$ 800 milhões na fábrica no ABC da capital paulista, após acordo com o sindicato local que reduz os benefícios trabalhistas; e a Iguatemi Empresa de Shopping Centers prevê investir de R$ 80 a 130 milhões este ano na manutenção dos seus estabelecimentos e montagem de outlets premium.

Fonte: Redação OE

0

MRV projeta 40 mil unidades residenciais entregues este ano

Se a construtora mineira realizar essa projeção em 2017, junto com as 39 mil unidades entregues no ano anterior, terá atingido 160 mil habitações aplicadas nos quatro anos recentes, levando a MRV Engenharia à liderança em construção habitacional no mundo ocidental, segundo sua direção, atrás apenas de poucas empresas no Japão e China. O volume de lançamentos deve se sustentar perante os investimentos em terrenos que chegaram a R$ 300 milhões em 2016 e vai somar R$ 400 milhões este ano. A empresa opera em 143 cidades em todo o País.

Fonte: Redação OE

0
Page 4 of 14 «...23456...»
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE