Blog

Drones e softwares dedicados já podem dispensar levantamentos de campo

A agência CHSRA – California High Speed Rail Authority é responsável pela implementação do 1º TAV (trem de alta velocidade) nos Estados Unidos, ligando San Francisco a Los Angeles e menos de três horas a mais de 320 km/h. O consórcio Jacob/Zephyr UAS foi contratado para o projeto preliminar do traçado para os estudos ambientais da ferrovia. Nesse corredor de 67 km entre Burbanks a Los Angeles e Anaheim, drones de alta precisão de uma empresa especializada foram empregados para o mapeamento aéreo do traçado e da faixa de domínio, dispensando a mobilização de voos tripulados ou de equipes terrestre.

Os arquivos de mapeamento aéreo dos drones eram descarregados diariamente em escritórios do consórcio, onde eram processados 24 h por dia. Esses dados foram utilizados pelos projetistas para traçar mapas do traçado da ferrovia, que foram compartilhados por escritórios localizados em diferentes cidades nos EUA. O uso de drones e de softwares como Power Rail e ProjectWise da Bentley pelas equipes envolvidas permitiu que o mapeamento fosse concluído em oito semanas, comparado a 18 semanas se forem mobilizados veículos tripulados — reduzind em 78% o prazo de entrega e em 87% os custos de mapeamento do corredor.

Atualmente, 190 km do traçado estão em três pacotes de obras, contratados sob modalidade projeto mais construção, com os consórcios Tutor-Parini/Zachry/ Parsons, Dragados-Fratiron, e o chamado California Rail Builders, cujas equipes estão mobilizadas em mais de 20 canteiros, com 2 mil trabalhadores. O prazo para o TAV entrar em operação é 2029 – mas há considerável oposição e controvérsia, com risco até de ser paralisado pelo candidato republicano a governador da Califórnia, caso ele ganhe as próximas eleições estaduais nos EUA.

0

Add a Comment