Blog

Mini ETE reduz impacto ambiental nas obras de um shopping

Com quase todas as obras concluídas, será inaugurado até o meio do ano o Aparecida Shopping, na Região Metropolitana de Goiânia (GO). O empreendimento possui 48 mil m² de área construída e um terreno de área total de 52 mil m². A área bruta locável (ABL) total é de 27.000 m² e ela deve ser entregue em duas etapas.

A Toctao é a responsável pelo gerenciamento da obra. O investimento no novo shopping chega a R$ 250 milhões e foi aplicado pela Saga Malls – pertencente ao grupo Saga, JC Distribuição e Mará Participações. O grupo possui seis centros comerciais já em operação, três em desenvolvimento (incluindo o Aparecida Shopping), além de torre empresarial e hotel – todos localizados na região Centro-Oeste.

Na construção, foi implementado o projeto Ecoágua no canteiro, que consistia de uma estação compacta e portátil de tratamento de e?uentes de obras – a iniciativa chegou a receber ano passado 21º Prêmio CBIC de Inovação e Sustentabilidade.

Desenvolvido pela Toctao, em parceria com o Senai-GO, o projeto destinou de forma mais adequada os e?uentes gerados pelos processos de execução, especialmente dos serviços de pintura, produção de argamassa e aplicação de concreto, bem como do uso dos chuveiros dos vestiários pelos funcionários.

Assim, a cada 25 minutos, o equipamento produzia 300 l de água de reúso tratadaA gerenciadora conta que pagava pelo metro cúbico de água potável da Companhia Saneamento de Goiás (Saneago), consumida na obra do Aparecida Shopping, o valor de R$ 15, enquanto o custo da água de reúso tratada pela mini ETE representava R$ 3,35 – valor 4,47 vezes menor, que reduz o uso de água potável em cerca de 80%, segundo a gerenciadora da obra. Os valores foram estimados em um consumo médio no canteiro de 5 m³ (5 mil l) por dia, por 20 dias por mês, durante 12 meses, o que totaliza 1.200 m³ de água.

O produto fnal é uma água transparente e inodora, com condições sanitárias para manuseio. “A ideia é que a mini ETE seja uma alternativa viável a qualquer obra, mesmo que o seu projeto não ofereça este recurso sustentável”, explica a gestora ambiental da Toctao, Cinthia Martins, que coordenou o projeto.

Os trabalhos no canteiro tiveram início no segundo semestre de 2014, e a estrutura do shopping é toda pré-fabricada em concreto armado e protendido (pilares, vigas e lajes).

Já a cobertura foi erguida em estrutura metálica com telhas isotérmicas, que proporcionam redução do consumo de energia elétrica de 36% a 42%. Os fechamentos laterais são também em painéis isotérmicos, com capacidade de redução do consumo de energia de 14% a 20%.

O centro comercial é 100% climatizado (inclusive subesta-ções), em sistema de condicionamento realizado através de expansão direta, com a utilização de unidades condicionadoras tipo multisplit de alto rendimento.

A fachada conta com painéis isotérmicos nas cores branca e alaranjada, ventilada em porcelanato, com pele de vidro nas entradas principais para aproveitamento da entrada de luz natural. O shopping receberá 180 lojas, salas de cinema e praça de alimentação. Segundo a administradora, mais de 90% do espaço
já foi comercializado.

Ficha Técnica – Aparecida Shopping em Aparecida de Goiânia (GO)

Gerenciamento e construção:Toctao

Estrutura pré-moldada:Concrebem
Fechamento lateral (painéis wall pur):Isoeste
Estrutura metálica e cobertura:Medabil
Instalação elétrica:CEL
Pavimentação e terraplenagem:Costa Brava

Fundação:Engesol

Elevadores e escadas rolantes: Atlas Schindler e Orona

Forro e paredes drywall:Gessolar
Estruturas metálicas internas:Construgyn e Barsoni
Pintura:Pontual
Esquadrias de alumínio:Gynglass

Vidros:Tempervidros

Ar Condicionado:Joule
Automação:E-Vertical
Instalação de incêndio:Montmec
Gás: Ultragaz

Fonte: Revista O Empreiteiro

0

Add a Comment