Plataforma offshore alemã terá subestação inovadora

O consórcio Alstom Grid/ WeserWind GmbH Offshore Construction Georgsmarienhütte venceu um contrato turnkey para construção e conexão da rede de uma subestação offshore em alta tensão (OHVS – Offshore High Voltage Substation) autoflutuante e autoinstalante*. A EnBW Erneuerbare Energien GmbH, de Stuttgart, na Alemanha, concedeu o projeto para a construção, instalação e conexão de uma subestação de 155/33 kV para seu parque eólico offshore de 288 MW, com 80 turbinas, chamado "EnBW Baltic 2", situado a cerca de 30 km ao norte da Ilha de Rügen, no Mar Báltico alemão. O projeto será feito por meio de uma conexão onshore de Corrente Alternada de Alta Tensão (HVAC) à rede de 50Hz da Transmission GmbH, concessionária regional de transmissão (TSO).
Essa solução inovadora e customizada combina tecnologia de última geração aos mais altos padrões de segurança. Também apresenta vantagens operacionais e de construção, comparadas às soluções padrão, já que não tem necessidade de uso de pesados guindastes de içamento offshore, o que é um diferencial importante, pois evita mais tempo de instalação.

"O segundo contrato para este tipo de subestação offshore é importante porque nossos clientes reconhecem a tecnologia inovadora que desenvolvemos com nossas parceiras de consórcio. Esperamos que essa tecnologia de subestação flutuante se transforme em um padrão para o mercado eólico offshore, que deverá passar por rápido crescimento nos próximos anos," afirma Michel Augonnet, Vice-Presidente Sênior da Alstom Grid.

O escopo do fornecimento da Alstom Grid inclui transformadores de potência, subestação de Alta e Média Tensão isolada a gás, fornecimento de energia auxiliar, automação da subestação, sistemas de proteção e controle para 80 turbinas eólicas. A plataforma será equipada com pontos para atracamento de navios e pousos de helicópteros, e será usada como plataforma de serviços de logística durante a instalação e operação do parque eólico offshore.

O contrato será realizado em consórcio com a fabricante de aço WeserWind GmbH Offshore Construction Georgsmarienhütte, de Bremerhaven, na Alemanha, que irá construir e fornecer o casco, as estruturas de aço e a maior parte dos equipamentos secundários necessários para a operação da plataforma, além de fornecer os serviços de instalação offshore da subestação.

O comissionamento offshore está programado para junho de 2012.

* ‘Autoflutuante’ e ‘autoinstalante’ são termos da indústria para a tecnologia de plataforma offshore, que compreende uma subestação flutuante e autônoma. Uma vez posicionada, não são necessários guindastes ou outro tipo de equipamento de içamento para instalar ou erguer a plataforma acima do nível do mar até a altura especificada no projeto.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *