Posts Tagged 'Empresas de Engenharia do Ano'

Grupo espanhol Essentium compra ativos da Delta

O grupo espanhol Essentium comprou ativos da Construtora Delta no Brasil, em recuperação judicial desde 2012. A operação, cujo valor não foi revelado, envolveu apenas a transferência de pessoal, máquinas e equipamentos, e a Técnica Construções, empresa criada em 2013, quando a Delta já estava em recuperação judicial. As informações são do jornal Valor Econômico.

 

A Essentium, que tem 40 anos e atua em 25 países, informou que irá operar com a marca Allianza Infraestrutura do Brasil. A marca Delta permanece nas mãos do antigo controlador. Em 2013, o grupo faturou 484 milhões de euros, com uma carteira de 1,612 milhão de euros, em negócios  que envolvem concessões de infraestrutura e serviços nas áreas de saúde, educação e meio ambiente nos países em que está presente.

 

A Allianza terá que concluir sete obras que a Delta e a Técnica ainda possuem pelo Brasil. Entre elas, um centro de processamento de dados da Caixa, em Brasília (DF), a manutenção de uma rodovia, em São Gonçalo (RJ), e uma obra de saneamento, em Goiás.

 

“Compramos a Delta por seu histórico, acervo e pelos certificados de qualificação que tem”, diz o executivo escolhido para comandar a empresa, o espanhol Juan Carlos Orge, que mora há 15 anos no Rio de Janeiro. Segundo ele, com a aquisição, a empresa está pronta para atuar no Brasil e disputar licitações. “Queremos um faturamento de R$ 1 bilhão, em até dois anos.”

 

Fonte: Valor Econômico

Fonte: G-1

0

Venda de materiais cai 5,3% em maio

As vendas de materiais de construção recuaram 5,3%  em maio, em comparação igual mês do ano passado. Na comparação com abril, no entanto, houve aumento de 6,5% nas vendas. O resultado acumulado no janeiro a maio deste ano apresentou queda de 7,4% em relação ao mesmo período de 2014. Nos últimos 12 meses, a queda chegou a 7,3%. Os dados são da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat)

De acordo com o presidente da Abramat, Walter Cover, as projeções são de ligeira e gradual recuperação, com um desempenho melhor no varejo, inicio do MCMV 3 e a substituição de importações, resultante da continuidade da desvalorização do Real. “É preciso retomar uma agenda positiva de crescimento da economia, que estimule o setor privado a investir, se inicie uma nova fase de construção na infraestrutura e afaste de vez a ideia de aumento nos impostos”, afirma.

Fonte: Abramat

Fonte: G-1

0

Uso eficiente de água é tema de seminário do CBCS

O Conselho Brasileiro de Construção Sustentável (CBCS) realizará o Seminário Uso Eficiente de Água na Produção de Materiais, no próximo dia 12 de junho. O evento será realizado na Escola Politécnica da USP – Engenharia Civil, em São Paulo, a partir das 14h.

Destinado a fabricantes de materiais, engenheiros, arquitetos e estudantes, o seminário tem como objetivo divulgar boas práticas e estimular a adoção de premissas de sustentabilidade que promovam a eficiência do uso da água na cadeia dos materiais de construção, despertando o interesse por processos mais eficientes.

 

A água é necessária no processo de produção de grande parte dos materiais de construção. Seu uso consciente é crucial em tempos de crise hídrica e  um desafio que está sendo enfrentado por toda a cadeia do setor da construção.

 

As inscrições podem ser feitas pelo www.cbcs.org.br/seminario_uso-eficiente-agua .

 

Programação

 

14h – Abertura

 

Palestra 1

Canteiros de Obras

Horário: 14h20

Palestrante: Flavio Maranhão, engenheiro civil, mestre e doutor pela USP, atuou na Odebrecht e Universidade Sã Judas e hoje leciona na USP.

 

Palestra 2

Louças Sanitárias

Horário: 15h

Palestrante: Vera F. Hachich, engenheira civil, mestre e doutora pela USP, coordenadora do CT Materiais do CBCS e gerente na Tesis – tecnologia e qualidade de sistemas em engenharia.

 

15h40 – Coffe Break

 

Palestra 3

Usinas de concreto

Horário: 16h

Palestrante: Marina O. Ilha, engenheira civil, doutora pela USP, pós-doutorado em Nova Iorque, diretora da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo da Unicamp.

 

Palestra 4

A experiência da Intercement

Horário: 16h40

Palestrante: Ligia Silvestre Zutin, engenheira ambiental, responsável pelo programa Atitude Azul nas unidades brasileiras da Intercement.

 

Palestra 5

A experiência da Votorantim

Horário: 17h20

Palestrante: Patricia M. Montenegro, engenheira química, mestrado pela UFMG e doutorado pela Unicamp, diretora de Meio Ambiente da Votorantim Cimentos.

 

18h – Encerramento

 

Fonte: CBCS

Fonte: G-1

0

Governo libera R$ 15 mi para obras de saneamento em Rio Preto (SP)

O Ministério das Cidades liberou R$ 15 milhões para obras de saneamento básico no município de São José do Rio Preto e região, no interior do Estado de São Paulo. Segundo o ministério, futuramente o sistema poderá também atender com água bruta os municípios de Icém, Palestina, Nova Granada, Onda Verde, Mirassol e Bady Bassit.

A intervenção contará com uma adutora de água bruta com cerca de 52 km de extensão, diâmetro estimado em 1.500 mm e 183 m de desnível geométrico para vazão de 3,0 m³/s e a adutora de água tratada com cerca de 9 km de extensão.

A adução de água bruta será feita em dois estágios, ligando a captação do Rio Grande a uma nova Estação de Tratamento de Água (ETA), situada no Km 52, próximo ao entroncamento da BR-153 com o futuro anel viário. Haverá uma elevatória intermediária, cuja localização deverá ser condicionada pela conveniência de resultados dos conjuntos eletromecânicos com características iguais às da captação, ou seja, ambos terão a mesma altura manométrica.

Fonte: Portal Brasil

Fonte: G-1

0

Chinesa CEIEC vai construir base brasileira na Antártica

A chinesa CEIEC venceu a licitação para a construção da estação científica Comandante Ferraz, na Antártica, por US$ 99,662 milhões (cerca de R$ 302 milhões). O resultado foi publicado no  Diário Oficial de terça-feira (19/05). Segundo a Marinha, a proposta da empresa chinesa apresentou o menor  preço e foi considerada a mais vantajosa para a administração pública, informa o jornal O Estado de S.Paulo.

 

O responsável pelo Programa Antártico Brasileiro (Proantar), almirante Marcos Silva Rodrigues, disse ao Estado que, se não houver nova demanda judicial, até o fim do mês a Marinha assinará o contrato com a vencedora para iniciar a construção dos módulos. Em outubro, será lançada a pedra fundamental do prédio.

 

Rodrigues explicou, ainda, que o contrato prevê que a estação esteja pronta em 540 dias de construção e montagem, ou em março de 2017, considerando dois verões. “Mas fatos supervenientes poderão atrasar a instalação da base, como problemas atmosféricos ou climatológicos. O maior inimigo é o vento.”

 

Após o incêndio que destruiu a base brasileira na Antártica, em 25 de fevereiro de 2012, a Marinha lançou concurso para a escolha do projeto executivo da nova estação. No fim de 2013, publicou o primeiro edital, somente para empresas brasileiras, que não teve interessados. No ano passado, a Marinha fez uma nova licitação, aberta a empresas estrangeiras, vencida pela CEIEC.

 

Fonte: Estadão

Fonte: G-1

0

Ponte Rio-Niterói terá investimentos de R$ 3,3 bi

A concessão da ponte Rio–Niterói (BR-101/RJ), cujo contrato foi assinado ontem (18/5), terá investimentos de R$ 3,3 bilhões. Do total, R$ 2 bilhões serão destinados à operação (serviços ao usuário, manutenção, sinalização, quadro de pessoal) e R$ 1,3 bilhão será gasto nas obras. O trecho tem 13,2 km de extensão, e cobre o acesso à ponte, em Niterói, e o entroncamento com a RJ-071 (Linha Vermelha), no Rio de Janeiro.

As obras terão início em 2016. As três principais terão custos superiores a R$ 400 milhões. Em Niterói, será construída uma passagem subterrânea, sob a praça Renascença, na direção da avenida Feliciano Sodré, para separar o tráfego local do tráfego de longa distância, permititindo maior fluidez no fluxo de veículos.

Outra obra será uma alça de ligação com a Linha Vermelha. Ela vai evitar que motoristas com destino à Baixada Fluminense e à Rodovia Presidente Dutra utilizem a Avenida Brasil. Por fim, a construção da Avenida Portuária permitirá o acesso de veículos pesados da Avenida Brasil à área do porto, evitando a passagem dos caminhões nas vias de acesso e saída da ponte.

O leilão foi realizado no dia 18 de março, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo. A empresa EcoRodovias saiu vitoriosa com uma oferta de R$ 3,28442, o que corresponde a 36,67% de deságio, ou seja, a diferença do valor máximo estabelecido no edital e o montante oferecido pela empresa vencedora da concessão.

A ponte Rio–Niterói, inaugurada em 1974, tem hoje tem fluxo diário de 151 mil veículos por dia. Ela foi concedida para a empresa CCR Ponte em 1995 por um período de 20 anos. O modelo vigente de concessão permite a exploração por 30 anos da infraestrutura e a prestação do serviço público de operação, manutenção, monitoração, conservação e implantação de melhorias.

Fonte: Portal Brasil

Fonte: G-1

0

Novo presidente da JCB quer fortalecer distribuidores

O novo presidente da JCB no Brasil é o executivo José Luis Gonçalves. Com mais de 20 anos de experiência na área técnica e comercial de empresas globais, Gonçalves chega com a missão de fortalecer a rede de distribuidores e de investir em programas de localização de produtos.

 

Também tem como meta a expansão das exportações para outros mercados além do Mercosul. Gonçalves substitui Carlos Hernández. Após nove anos no comando da filial brasileira, Hernández vai conduzir as operações de vendas da JCB para Europa e Rússia, a partir da sua nova base, na Inglaterra.

 

Segundo o novo presidente da JCB, uma das maiores fabricantes de equipamentos para construção civil e é líder mundial em vendas de máquinas retroescavadeiras e manipuladores telescópicos, o País é um mercado de grande relevância para a empresa. Haja vista, o investimento de R$ 350 milhões na nova fábrica da empresa no Brasil, inaugurada em 2012, com capacidade produtiva de 10 mil máquinas por ano.


Gonçalves: Novo presidente da JCB

Fonte: JCB

Fonte: G-1

0

Beumer fornece sistemas de bagagem para o aeroporto de Tefé (AM)

O novo sistema de manuseio de bagagem do aeroporto de Tefé (AM), fornecido pela Beumer Latinoamericana, deve entrar em operação ainda neste primeiro semestre. O sistema, destinado a área de embarque do aeroporto, está incluído nos trabalhos de modernização e expansão do terminal do aeródromo, que foi ampliado de 590 m² para 4 mil m². O aeroporto, administrado pela Infraero, fica na  margem sul do Lago Tefé, no coração da Floresta Amazônica,

As balanças de check-in e transportadores de recepção serão integrados totalmente pelo sistema fornecido pela Beumer. Projetado para reduzir o tempo de processamento de bagagem, o novo sistema também aumenta a eficiência operacional e melhora o conforto dos passageiros. Segundo a empresa, o sistema ainda minimiza o consumo de energia, os custos operacionais e de manutenção e o impacto ambiental, haja vista, segundo a Beumer, garantir eficiência energética.

A partir da capital Manaus, a cidade de Tefé só pode ser acessada por avião (1h10) ou por barco (16h). Por isso, o aeroporto, administrado pela Infraero, exerce papel importante no desenvolvimento e na atividade comercial do município e tambpem de cidades vizinhas. Atualmente, o aeródromo opera voos regionais regulares e de aeronaves militares da Força Aérea Brasileira, do Exército e da Marinha.

O contrato com a Infraero, segundo a Beumer, reforça sua presença no mercado de aeroportos regionais da América do Sul. A empresa já instalou seus sistemas nos aeroportos de Araraquara (SP), Franca (SP) e Cascavel (PR) e também no de Antofagasta, no Chile.

Fonte: Beumer

Fonte: G-1

0

Mercedes conclui terraplenagem da nova fábrica no Brasil

A Mercedes-Benz do Brasil concluiu a terraplanagem do terreno onde vai erguer a sua fábrica de automóveis na cidade de Iracemápolis, interior de São Paulo. Na futura planta, que deve iniciar suas atividades no ano que vem, serão produzidos o sedã Classe C e o SUV GLA.

Segundo a empresa, foram movimentados mais de 1 milhão de m³ de terra no local. Após a conclusão da terraplenagem, teve início a construção dos prédios da nova unidade industrial, a cargo da Hochtief do Brasil.

A área construída ocupará cerca de 140 mil m² da área total do terreno, que tem aproximadamente 2,5 milhões de m². O investimento previsto em  Iracemápolis será de mais de R$ 500 milhões.

Com a entrada em operação dessa unidade, a Mercedes-Benz do Brasil informa que será a única empresa do setor automotivo a produzir, na América Latina, caminhões, ônibus, vans e automóveis. A empresa afirma que a nova planta será referência para outras fábricas da marca em termos de flexibilidade, eficiência e sustentabilidade no processo produtivo.

Fonte: Mercedes-Benz

Fonte: G-1

0

Licitação da Sabesp para o Cantareira tem recorde de propostas

A obra que vai interligar as represas de Jaguari e Atibainha, no Estado de São Paulo, para reforçar o suprimento de água do Sistema Cantareira, atrai número recorde de construtoras interessadas, informa o jornal O Estado de S. Paulo, na sua edição de 07/05.

 

Segundo a reportagem, 14 propostas de 33 empresas tinham sido apresentadas para o empreendimento, que tem investimento previsto de R$ 830 milhões. De acordo com a Sabesp, obras de grande porte (acima de R$ 500 milhões) costumam atrair três ou quatro consórcios.

 

A licitação está na fase de pré-qualificação, e não é possível divulgar nomes das candidatas. A interligação está na lista de obras prioritárias para garantir, nas próximas décadas, o abastecimento não apenas da Grande São Paulo, mas também da região metropolitana de Campinas, da Baixada Santista e do Vale do Paraíba.

Por essa razão, ninguém espera que sofra com o ajuste fiscal. Os recursos são considerados garantidos: 90% do PAC e 10% da Sabesp.

 

Fonte: Estadão

Fonte: G-1

0
Page 1 of 4 1234
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE