Posts Tagged 'investimento'

EDP tem compromisso de investir R$ 3,1 bi até 2023 em linhas de transmissão

A EDP Brasil, uma das maiores empresas privadas do setor elétrico com atuação em toda a cadeia de energia, destaca suas obras no biênio 2018/2019, dentre elas a conclusão da Usina Hidrelétrica São Manoel, construída na divisa do Mato Grosso com o Pará, no que se refere à geração de energia; além dos recentes investimentos na área de transmissão nos estados do Espírito Santo e Santa Catarina.

A UHE São Manoel, entregue em abril de 2018, foi a terceira usina concluída pela EDP antes do prazo regulatório, segundo o grupo – após
Santo Antônio do Jari (potência instalada de 392,95 MW), em 2014, e Cachoeira Caldeirão (219 MW), em 2016. O empreendimento foi construído numa parceria entre EDP, CTG Brasil e Furnas e a hidrelétrica possui capacidade instalada de 700 MW.

A usina, que opera a fio d’água – configuração que dispensa um grande acúmulo de água para geração de energia, permitindo que seu reservatório seja relativamente pequeno, com 65 km2 – recebeu investimentos de R$ 4,1 bilhões em sua construção. A manutenção do cronograma de geração da usina, após a substituição do epcista original, e a contratação de novas empresas, foi o mais significativo desafio enfrentado na obra da UHE São Manoel (700 MW).

Ao todo, foram mais de R$ 6 bilhões investidos nos três projetos de geração construídos desde 2011 pela EDP no Brasil, ampliando o abastecimento de energia para o Sistema Interligado Nacional em cerca de 1.300 MW.

Maior vencedora do leilão de transmissão organizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em abril de 2017, a EDP assumiu o compromisso de investir R$ 3,1 bilhões até 2023 na construção de cerca de 1,3 mil km de linhas e quatro subestações em Santa Catarina, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Maranhão e Rio Grande do Sul.

Em fevereiro de 2018, a EDP recebeu a licença do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Espírito Santo para a instalação da linha de transmissão de energia elétrica de 230/138kV, que irá ligar as subestações de Linhares e São Mateus (ES). O empreendimento é proveniente da segunda etapa do leilão nº 13/2015 para Concessão do Serviço Público de Transmissão de Energia Elétrica.

A obra, sendo realizada pela Engelmig e GE, consiste na construção de 113 km de linha entre as subestações Linhares II e São Mateus II, na ampliação da subestação Linhares II e na construção da nova subestação São Mateus II, no norte do Espírito Santo. O investimento total estimado para a implantação dos ativos é de R$ 116 milhões.

A obtenção da licença representa uma antecipação frente ao cronograma considerado no leilão em 2015, que previa a emissão do documento para outubro de 2018. As obras já iniciaram e representam a estreia da EDP no segmento de transmissão no Espírito Santo.

SANTA CATARINA

A EDP Brasil, em parceria com a Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc), está em processo de licenciamento ambiental perante o Instituto de Meio Ambiente para a construção de cinco linhas de transmissão de energia e uma subestação. O investimento, orçado em R$ 1,3 bilhão, vai percorrer 28 municípios do Estado e terá uma extensão de mais de 480 km.

A expectativa é de que a licença de instalação seja concedida no início do segundo semestre de 2018 e a previsão de conclusão é de 24
meses, com possibilidade de antecipação. O empreendimento vai atenuar a dependência atual da energia proveniente da Usina Termelétrica Jorge Lacerda, localizada no município de Capivari de Baixo, além de possibilitar o reforço estrutural do sistema de transmissão já existente.

Já a nova subestação, que será erguida em Siderópolis, por exemplo, vai permitir desafogar a demanda atual sobre a subestação local e, assim, diminuir a dependência da subestação de Forquilhinha.

EXPECTATIVAS

Para este ano, a EDP prevê um investimento de R$ 1,4 bilhão, um aumento de quase 30% em relação ao ano de 2017. Do valor total, R$
630 milhões serão destinados ao segmento de distribuição, aportes em transmissão, aperfeiçoamento operacional da Usina Termelétrica de Pecém (CE) e para a área de geração solar. No primeiro trimestre, foram R$104,6 milhões de recursos disponibilizados para as distribuidoras, destinados principalmente à expansão e melhoria da rede e combate às perdas.

A EDP Brasil possui 15 unidades de geração hidrelétrica e uma termelétrica no País. Em distribuição, atende cerca de 3,4 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo. Recentemente, a companhia adquiriu participação na Celesc, em Santa Catarina.

0
Page 1 of 2 12
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE