Posts Tagged 'Mato Grosso'

Especialização em transporte vertical

Em um mercado de forte presença de multinacionais, a brasileira Elevadores Villarta cresce em transportes verticais no País. A empresa produziu os elevadores e escadas rolantes para a primeira loja Sodimac, do grupo chileno Falabella, recém-inaugurada em Barueri (Grande São Paulo).

 

“Nossos equipamentos são planejados para atender o grande fluxo de consumidores. Temos nos especializado em escadas rolantes e elevadores para áreas de grande movimentação”, afirma Jomar Cardoso, presidente da empresa.

 

A Villarta também fornece elevadores e escadas rolantes para shopping centers, como o Taubaté Shopping, no interior de São Paulo, e o Jardim Guadalupe Shopping, do Rio de Janeiro. Além disso, atende grandes redes varejistas, como Tok Stok, Leroy Merlin, Etna, Leader e Americanas.

 

A empresa produziu ainda elevadores e escadas rolantes como parte do projeto de reforma do aeroporto internacional do Rio de Janeiro – Galeão. Outra importante conquista são os elevadores e escadas rolantes instalados no estádio Allianz Park, do Palmeiras – foram 15 elevadores e 26 escadas rolantes.

Fonte: Redação OE

0

Hotel junto ao shopping

Anexo ao shopping, está sendo erguido um hotel com 218 quartos, com bandeira de rede ainda não definida. “Mato Grosso tem um grande potencial turístico, tanto de negócios, pelo agronegócio, quanto de lazer, com o Pantanal Mato-Grossense”, diz Castanheira. A previsão é de que o hotel entre em operação no ano que vem.

 

As obras estruturais do hotel seguiram simultaneamente o cronograma das do shopping, afirma o diretor da Saga Malls. Segundo ele, houve otimização das estruturas e dos canteiros de obras. “Mas, a partir de agora, a prioridade é para a finalização das obras e para a montagem das lojas do shopping”, ressalta. Para ele, “não se inaugura shopping em época de liquidação”, brinca.

 

O hotel anexo ao Várzea Grande Shopping é o segundo empreendimento da Saga Malls no segmento hoteleiro. A empresa também é dona do Hotel Go Inn, em Goiânia (GO), integrado ao Araguaia Shopping, um dos centros de compras pertencentes à empresa.

Fonte: Redação OE

0

Aposta no novo Brasil

A Saga Malls tem outros investimentos em shopping centers na região. “Nosso foco é o novo Brasil, na região central do País, e buscando oportunidade no norte”, define Fernando Castanheira, diretor da empresa, pertencente ao Grupo Saga, que atua há 35 anos no varejo de veículos e representa 16 montadoras no Centro-Oeste.

 

No cronograma de inaugurações para este ano, além do Várzea Grande, a Saga Malls promete entregar ainda o DF Plaza, em Águas Claras (DF). Para o ano que vem, estão na programação o Aparecida Shopping, em Aparecida de Goiânia (GO), e o América Shopping, em Goiânia (GO). Todos esses empreendimentos vão somar 260 mil m² de área bruta locável e cerca de 3 mil lojistas, informa a empresa.

 

Com isso, até 2018, a estratégia da empresa é inaugurar dois empreendimentos por ano. Na prateleira, a Saga Malls revela mais quatro projetos de centros de compras, que estarão localizados no Estado de Goiás (Anápolis), no Distrito Federal (Sobradinho), em Tocantins e, possivelmente, na Região Sudeste.

Fonte: Redação OE

0

Shopping vertical de 100 mil m² surge vizinho ao aeroporto de Cuiabá

Grupo empreendedor planeja abrir dois centros de compras por ano até 2018, para atender a novas regiões consumidoras

José Carlos Videira

 

No último dia 4 de julho, um evento marcou a finalização da cobertura do Várzea Grande Shopping, na cidade de Várzea Grande (MT). Conhecido como “Festa da Cumeeira”, o evento ainda abre a contagem regressiva para a inauguração do centro de compras, marcada para o dia 27 de outubro. Com mais de 80% das obras concluídas, a solenidade também é uma espécie de senha de acesso para as equipes que irão montar as futuras 220 lojas do empreendimento. O shopping nasce com área bruta locável (ABL) de 35 mil m², mas com expansão prevista para até 40 mil m².

 

O primeiro centro de compras da cidade de Várzea Grande representa investimentos de cerca de R$ 200 milhões do grupo empreendedor, formado pela Saga Malls, que desenvolve, comercializa e faz a gestão de shopping centers do Centro-Oeste, com sede em Goiânia (GO), e o Grupo São Benedito, a GMS Imobiliária e Construtora e o Grupo AS, todos de Cuiabá (MT). “Outros R$ 150 milhões devem ser aplicados pelos lojistas, para a implantação de seus pontos de venda”, acrescenta o diretor da Saga Malls Fernando Castanheira.

 

Castanheira: “Nosso foco é o novo Brasil”
 

Com estrutura e cobertura finalizadas, a obra está em fase final de acabamento e de montagem hidráulica, elétrica e de ar-condicionado. Terá dois pisos de estacionamento no subsolo, para 1,5 mil vagas, e três pavimentos de lojas convencionais e de serviços, além de seis salas de cinema. “Os pisos de lojas do shopping terão 6 m de pé-direito”, destaca Castanheira.

 

A proposta, segundo a Saga Malls, é reunir compras, lazer, serviços, centro de convenções e hotel, num mesmo local. “Também reservamos uma área de 6 mil m² para a instalação de uma universidade e de um centro médico”, afirma o executivo.

 

Vertical

A edificação, em cinco pavimentos, que começou a ser erguida em 2013, tem 102 mil m² de área construída, num terreno de 25 mil m². De acordo com Castanheira, o espaço exíguo exigiu uma obra bastante vertical. Situado bem ao lado do aeroporto internacional de Cuiabá (MT), a 15 minutos da capital mato-grossense, o shopping deve atingir 366 mil habitantes dentro da sua região de influência. Mas a localização privilegiada mira ainda um público flutuante de quase 6 milhões de pessoas por ano que utiliza o aeródromo cuiabano e um terminal de VLT, que fica em frente ao empreendimento.

 

“Essa obra foi bem tranquila”, ressalta Castanheira. Ele lembra que até mesmo as fundações foram bem rasas, com uso apenas de sapatas, sem necessidade de reforço, porque o solo da região tem muita resistência. “Utilizamos muitos elementos industrializados e estrutura metálica”, acrescenta.

 

Todo o fechamento do shopping foi feito com placas termoacústicas que, segundo o diretor da Saga Malls, permite execução rápida. “Com uma equipe reduzida, de sete pessoas, é possível instalar 300 m² de placas por dia”, destaca. Castanheira conta ainda que a utilização de laje tipo steel deck, autoportante, que não precisa de escoramento, também deu agilidade e limpeza à obra.

 

O projeto, a cargo da Medabil Sistemas Construtivos S/A, que também responde pelas obras, contempla uma torre de água gelada de 4 milhões de litros. “A região de Cuiabá é bastante quente e precisamos oferecer um sistema de ar-condicionado eficiente do ponto de vista de energia”, diz. Castanheira conta que a região também enfrenta crise hídrica. Por isso mesmo, o empreendimento vai contar com poços artesianos para garantir o abastecimento de água potável, além de estação de tratamento de água e de esgoto.

 

Perspectiva do futuro Várzea Grande Shopping

 

O centro de compras de Várzea Grande também vai abrigar uma miniusina de força e gerar sua própria energia para garantir o funcionamento de todo o empreendimento durante o horário de pico. “Um conjunto de geradores com capacidade total de 3,5 MW vai dar conta da demanda durante 3h por dia, de segunda a sexta-feira”, informa o diretor da Saga Malls. Ele acrescenta que o conjunto gerador vai sustentar a energia também em casos de apagões.

 

Distante da rede de gás natural do Centro-Oeste, a produção de energia elétrica no shopping será feita por meio de geradores movidos a diesel. “Nos próximos empreendimentos, vamos estudar o uso de fontes renováveis, como a fotovoltaica”, prevê Castanheira.

 

Todo o gerenciamento dessa obra de Várzea Grande está sendo feito localmente, por equipe dos próprios empreendedores. “Nosso sócio, o Grupo São Benedito, tem expertise em construção civil”, explica Castanheira. E isso facilitou o controle e administração da contrução do centro de compras. Para as outras obras, o diretor da Saga Malls diz que, normalmente, a empresa contrata gerenciadoras terceirizadas.

 

 

Ficha Técnica – Várzea Grande Shopping (MT)

 

– Empreendedor: Saga Malls, São Benedito Imobiliária  e Construtora, GMS Imobiliária e Construtora e Grupo AS

– Valor: R$ 200 milhões

– Área do terreno: 25.845,71 m²

– Área construída: 102.591,21 m²

– Conclusão da obra: Outubro de 2015

– Projeto de arquitetura: Griffe Arquitetura

– Projeto estrutural: Entec Engenharia Técnica e Econômica e Medabil Sistemas Construtivos

– Gerenciamento e construção: Várzea Grande Investimentos  e Participações

– Projeto de instalações hidráulicas e elétricas: Tecno Projetos  e Automatize Engenharia

– Paisagismo: Takeda Arquitetos Paisagistas

– Empresa responsável pelos serviços de terraplenagem:  Escavarocha Locações e Transportes, Escavoeste Terraplanagem e Alvarenga Escavações

– Empresa responsável pelos serviços de fundações: Funsolos                  Construtora e Engenharia

– Montagem industrial: Medabil Sistemas Construtivos

    – Principais fornecedores de máquinas, equipamentos, materiais e insumos: ArcelorMittal, Votorantim,       Copacel, Concremax, Marcon Guindastes, J.C. Munk, Mills Rental, Atlas,  Ciplan – Cimentos      Planaltos, CEL Engenharia e JAM Engenharia

 

SAGA MALLS – DOIS shoppings por ano até 2018

Empreendimento

Localidade

Previsão

Várzea Grande Shopping

Várzea Grande (MT)

2015

Aparecida Shopping

Aparecida de Goiânia (GO)

América Shopping

Goiânia (GO)

2016

DF Plaza

Águas Claras (DF)

Não definidos

Goiás (Anápolis)

2017
e 2018

Distrito Federal (Sobradinho)

Tocantins

Região Sudeste

 

Fonte: Saga Malls

Fonte: Redação OE

0
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE