Prime 140 da Ammann inicia operação nos EUA

Maior exportadora de usinas de asfalto do país, a Ammann do Brasil, com fábrica em Gravataí (RS), aposta na versatilidade da Prime 140 para conquistar o mercado norte-americano oferecendo equipamentos com alto desempenho e máxima mobilidade destinados ao exigente segmento de construção de estradas naquele país.

A Prime 140, adquirida pela J. Hutchins, empresa norte-americana com mais de 30 anos de tradição no setor de construção de estradas, foi incorporada ao grupo de máquinas da nova Divisão de Pavimentação da companhia, criada este ano para atender a crescente expansão de obras locais e estaduais. O equipamento iniciou suas operações no estado de Vermont, na fronteira com o Canadá, produzindo inicialmente 1.000 toneladas de asfalto/dia.

Incorporando tecnologia de última geração, a usina utiliza um sistema que possibilita a adição de até 30% de material reciclado na mistura asfáltica, gerando economia de combustível e menor liberação de gases nocivos à atmosfera, colaborando de forma decisiva para a preservação do meio ambiente.

Segundo Gilvan Medeiros Pereira, Presidente da Ammann do Brasil, “ a chegada da Prime 140 aos EUA reforça nossa liderança em equipamentos para a construção de estradas e amplia as perspectivas comerciais  da companhia em um dos maiores e mais exigentes mercados mundiais.

Produzida na fábrica de Gravataí, a usina de asfalto Prime 140 é sucesso em vários países, graças a sua performance, alta mobilidade, operação simples e totalmente automática, através de sistema de comando computadorizado, que regula e controla todos os processos, garantindo uma produção segura e de excelente qualidade”.

Atualmente, cerca de 60% da produção da Ammann do Brasil destina-se à exportação, diferencial que garantiu à empresa a conquista do Prêmio ADVB Exportação RS na categoria Máquinas e Equipamentos pelo segundo ano consecutivo (2017 e 2018). A premiação destaca empresas de várias regiões do Rio Grande do Sul que obtiveram sucesso em estratégias e resultados mercadológicos no âmbito global.

A primeira unidade fabril da companhia suíça na América Latina foi inaugurada em abril de 2013 e recebeu investimentos iniciais de € 9 milhões, posteriormente ampliado para € 12 milhões. A operação gaúcha ocupa uma área de 10 mil metros quadrados e produz as usinas de asfalto da série Prime (Prime 140 Prime e Prime 100) e conta hoje com 60 colaboradores diretos.

siga-nos em nossas redes sociais

Operadoras globais analisam terminais portuários SC, RS e BA

Essas negociações podem somar R$ 3 bilhões— TESC, em São Francisco do Sul (SC), controlada pela Logz; Tecon Rio Grande (RS) e Tecon Salvador (BA), da Wilson Sons; terminal da Libra no Rio (RJ); e Porto Pontal Paraná (PR). As novas controladoras devem deslanchar amplos programas de melhorias.

siga-nos em nossas redes sociais

8 grupos demonstram interesse na concessão da Rodovia de Integração do Sul

Após um mês do lançamento do edital de concessão da rodovia BR-101/290/386/448, do Rio Grande do Sul, conhecida como Rodovia de Integração do Sul (RIS), o governo federal informa que pelo menos oito grupos – inclusive do exterior – já demonstraram interesse em participar do certame.

A concessão será pelo prazo de 30 anos e consiste na exploração da infraestrutura e na prestação do serviço público de recuperação, conservação, manutenção, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade do trecho de 473,4 km.

Os trechos a serem concedidos são: BR-101/RS, entre a divisa SC/RS até o entroncamento com a BR-290 (Osório); BR-290/RS, no entroncamento com a BR-101 (A) (Osório) até o km 98,1; BR-386, no entroncamento com a BR-285/377 (B) (Passo Fundo) até o entroncamento com a BR-470/116 (A) (Canoas); e BR-448, no entroncamento com a BR-116/RS-118 até o entroncamento com a BR-290/116 (Porto Alegre).

Conforme os estudos e o Programa de Exploração da Rodovia (PER), estão previstos investimentos de R$ 7,8 bilhões e custos operacionais estimados em R$ 5,6 bilhões. O PER traz a duplicação obrigatória de 225,2 km até o 18º ano do prazo da concessão. Isso resultará na duplicação integral da rodovia. Além disso, serão executados 78,8 km de faixas adicionais para ampliação da capacidade. Também está previsto a construção de 85 novos dispositivos de interconexão, 32 passarelas de pedestres, 75,5 km de vias marginais, 59 melhorias em acessos, assim como a iluminação nas travessias urbanas e nas vias marginais.

siga-nos em nossas redes sociais

Marca chinesa tem novo distribuidor na região Sul

A Priori é o mais novo distribuidor LiuGong exclusivo para os estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A Priori atua no mercado de locação de equipamentos da linha amarela desde 2010, quando adquiriu uma retroescavadeira. A partir deste período, cresceu e se estabeleceu no mercado também comercializando equipamentos. Continuar lendo →

siga-nos em nossas redes sociais