Trabalhos seguem na rodovia SP-BH

A Autopista Fernão Dias, empresa do grupo Arteris, possui, atualmente, seis obras em andamento na rodovia São Paulo (SP)-Belo Horizonte (MG), que serão entregues até agosto de 2018.Entre elas estão:

  • Construção do trevo parcial no km 506+600, em São Joaquim de Bicas (MG). Conclusão prevista para 2017.
  • Adequação do bairro PTB – km 489, em Betim (MG). Conclusão prevista para 2017.
  • Implantação de passagem inferior em desnível, km 477+690, em Contagem (MG). A obra foi iniciada em maio de 2017, com previsão de término em agosto de 2018.
  • Readequação do trevo no km 025+800 para permitir a ligação dos bairros Chácaras Fernão Dias e Parque Caetê com o bairro Esmeralda, em Bragança Paulista (SP). Obra iniciada em março de 2017, com previsão de término em fevereiro de 2018.
  • Adequação do Sistema Viário do Posto Fiscal / Distrito Industrial de Extrema (MG) no km 949+000. Obra iniciada em fevereiro de 2017, com previsão de término em abril de 2018.
  • Adequação do dispositivo do km 918+800 Pista Norte, com implantação de retorno, em Camanducaia (MG). Obra iniciada em outubro de 2016, com previsão de término em setembro de 2017.

Fonte: Redação OE

siga-nos em nossas redes sociais

São Paulo duplica a rodovia SP-250

O governo do Estado abriu licitação também para contratação da obra de duplicação da Rodovia Bunjiro Nakao (SP-250), entre Vargem Grande Paulista e Ibiúna – a previsão é que a obra beneficie cerca de 350 mil habitantes da região.

O início dos serviços está previsto para outubro de 2017 e a conclusão em março de 2019. Com valor orçado de R$ 142,5 milhões, a obra será financiada pelo Banco Mundial, por meio do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD), da Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA) e do Banco Santander.

A rodovia Bunjiro Nakao será duplicada em 13,9 km de extensão, do km 48,7 ao km 62,6. O projeto executivo também prevê a implantação de cinco passarelas, no km 49,6, km 53,3, km 57,2, km 59,7 e km 61,6, melhorias no sistema de drenagem, sinalização e dispositivos de acesso.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) de São Paulo trabalha para que mais 10,5 km da SP-250 sejam duplicados, entre o km 45,2 ao km 48,7 e do km 62,6 ao km 69,6, também nos municípios de Vargem Grande e Ibiúna. O projeto executivo deste segmento está em fase de adequação técnica, a pedido do Banco Mundial, que também será responsável pelo financiamento desta obra, orçada em R$ 108,2 milhões.

A expectativa é que este edital de licitação internacional para contratação dos serviços seja lançado em outubro de 2017, e os trabalhos iniciados em março de 2018, com prazo de execução de 12 meses.

Fonte: Redação OE

siga-nos em nossas redes sociais

Odebrecht firma exclusividade com Brookfield sobre rodovias

É parte da reestruturação da Odebrecht Transport, para descruzar os ativos das concessões rodoviárias com BNDES e FI-FGTS, acordo com a canadense Brookfield.

As conversas ainda estão em fase preliminar e abrangem sete concessões somando 850 km de estradas.

Fonte: Redação OE

siga-nos em nossas redes sociais

CCR deve concluir Complexo Viário em 2018

A CCR AutoBAn deve concluir até julho de 2018 o Complexo Viário de Jundiaí, na Via Anhanguera, no Estado de São Paulo. A concessionária informa que as fases 1A e 1B têm investimento total de cerca de R$ 200 milhões. Pelo menos 600 operários estão envolvidos na obra.

O trecho em execução tem volume diário médio de 40 mil veículos por pista da rodovia e pretende reduzir o trajeto entre a zona oeste e a região central de Jundiaí.

A fase 1A envolve a implantação das alças de acesso da Rodovia Anhanguera pista sul para a avenida 9 de Julho, além de melhoria e ordenação das vias marginais sul. Já a fase 1B inclui a implantação de transposição superior a Via Anhanguera, no km 58,9, para ligação da avenida Osmundo do Santos Pellegrini com a avenida Jacyro Martinasso; e melhorias e ordenação das vias marginais sentido norte da Anhanguera, do km 58,4 ao km 60,2.

Os serviços que compõem as duas fases de obras consistem em terraplenagem, pavimentação, drenagem, sinalização horizontal, sinalização vertical, elementos de segurança, muros de contenção, implantação de duas obras de arte, remanejamento de interferências, implantação de passarela para pedestres (somente no caso da fase 1A), iluminação viária e desvios de tráfego.

Fonte: Redação OE

siga-nos em nossas redes sociais
Page 1 of 18 12345...»