China vai subsidiar empréstimos para importação de insumos

A China cortará custos de importação de matérias-primas ao subsidiar os juros sobre empréstimos tomados para pagamento dos carregamentos, afirmou o principal órgão de planejamento da China, a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma.

As importações incluem concentrados e minérios de metais como cobre, níquel, chumbo, zinco, urânio e cromo, bem como equipamentos para energia limpa como solar e componentes para energia nuclear.

A oferta dos subsídios sobre importações é a mais recente de uma série de medidas desenhadas para apoiar a indústria chinesa. Outras ações tomadas incluíram a flexibilidade do crédito, pacote de estímulo de US$ 585 bilhões, ajustes tributários sobre importações e exportações e uma campanha de formação de estoques de commodities por governos locais e central.

Mas a China suspendeu a compra estatal de metais, deixando muitas usinas diante de um quadro de excesso de oferta de seus produtos no mercado doméstico.

A comissão informou que os empréstimos subsidiados vão apoiar nova tecnologia, importações de equipamentos e desenvolvimento de importantes indústrias. O órgão não deu qualquer informação sobre o tamanho do subsídio.

O analista Heng Kun, da Essence Securities, afirmou que a política é “positiva para os lucros das usinas”. Segundo ele, a medida foi tomada para encorajar as usinas siderúrgicas a importar matérias-primas e proteger recursos locais.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *