Licitação para concessão de rodovias da região deve ser lançada até março de 2020

Governo do Estado prevê que sejam investidos em torno de R$ 3,2 bilhões para modernização e duplicação

Presidido pelo vice-governador Rodrigo Garcia (DEM), o Conselho Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas (CGPPP) autorizou, no último dia 14, que a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) inicie os estudos para um novo lote de concessões de estradas, que contemplará as rodovias Mogi-Bertioga, Padre Manoel da Nóbrega (entre Praia Grande e Miracatu) e Rio-Santos (de Boraceia, em Bertioga, à Área Continental de Santos). Esse trecho terá 230 quilômetros de extensão.

A previsão é de que sejam investidos em torno de R$ 3,2 bilhões para a modernização e duplicação de alguns pontos dessas vias. A Secretaria de Governo – comandada por Garcia – informou que, por ser uma região de alta densidade populacional e municípios próximos, será adotada a chamada “tarifa flexível”, e também haverá desconto progressivo voltado a quem vive e trabalha nas cidades vizinhas, ou seja, o motorista que usar mais a rodovia vai desembolsar menos.

Ainda não há informações sobre os valores dos pedágios, nem a localização dessas praças. A Reportagem apurou que é provável que um desses pontos seja fixado em Itanhaém.

As audiências públicas para discutir o detalhamento dessa nova concessão devem ocorrer em outubro. A licitação deverá ser lançada até março do próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *