Concrejato vai conduzir a restauração da sede do Iphan

Prédio, de 3 mil m2, contará com trabalho minucioso para garantir mais segurança e uma nova adequação de uso do espaço

A restauração da antiga sede da Companhia Docas de Santos, que desde 1986 abriga a Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), órgão responsável pela fiscalização, preservação e divulgação do patrimônio material e imaterial do país, será conduzida a partir de dezembro de 2019 pela Concrejato Engenharia.

Caberá a empresa, que é líder no mercado de recuperação de estruturas e de restauro de patrimônios, os serviços que envolvem a restauração e conservação das fachadas, das esquadrias, bens integrados, de pinturas parietais, além de modernização de elevadores, reforço estrutural, execução de instalações prediais e iluminação do prédio.

Esta será a maior intervenção em 111 anos da edificação, que soma 3.000m² de área construída e foi tombada pelo patrimônio histórico nacional em 1978, sendo considerada uma das mais requintadas de sua época.

A restauração terá um investimento de aproximadamente R$ 13 milhões e será financiada com os recursos do Fundo da Defesa de Direitos Difusos, do Programa de Trabalho da Justiça, Cidadania e Segurança Pública, que prevê investimentos até o ano de 2021 em obras de restauração e requalificação dos edifícios, incluindo reparos de infraestrutura, reforço de segurança contra incêndio e outras melhorias.

Com um trabalho minucioso para garantir mais segurança e uma nova adequação de uso do espaço, Fabricio Rocha, Superintendente Operacional da Concrejato Engenharia, explica o planejamento inicial da obra. “Realizaremos diversos testes e estudos para preservar a integridade do imóvel tombado que possibilitará a aplicação da melhor técnica de restauro e, assim, adequar o prédio para suas novas funções. Podemos ultrapassar até 50 pessoas envolvidas diretamente, e outras 50 indiretamente, somente nesta restauração nos períodos com maior concentração de serviços”, destacou.

“A restauração da sede do Iphan, órgão fundamental para a preservação do nosso patrimônio, acontece em um ano especial para a companhia, que além das obras emergenciais do Museu Nacional, no Rio de Janeiro, também está iniciando os trabalhos da maior obra de patrimônio histórico no país com a recuperação e a modernização do Museu do Ipiranga, em São Paulo”, avalia Rommel Curzio, presidente da Concrejato Engenharia.

Sobre a Concrejato:

Pioneira na modernização de edificações históricas, a Concrejato é especializada na execução de serviços técnicos de revitalização, restauro do patrimônio histórico e arquitetônico, recuperação e reforço estrutural e obras especiais. A empresa atua em grandes obras de infraestrutura no Brasil, realizando a recuperação e reforço de pontes e viadutos, portos e aeroportos. Entre outros projetos, a Concrejato executou as restaurações do Theatro Municipal, da Catedral da Sé, Museu da Língua Portuguesa e do Museu do Futebol, em São Paulo, a revitalização do Museu de Arte do Rio – MAR, os restauros do Mosteiro de São Bento e Cine Palácio, a recuperação do Elevado do Joá e as obras emergenciais do Museu Nacional, no Rio de Janeiro. A companhia está iniciando os trabalhos da maior obra de patrimônio histórico com a recuperação e a modernização do Museu do Ipiranga.

FONTE: SEGS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *