Criada em SP unidade de pesquisa em parceria com a Poli

Foi anunciada a criação da primeira unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) em parceria com a Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). A Unidade Embrapii Poli/USP – Materiais para Construção Ecoeficiente, coordenada pelo professor Vanderley John, do Laboratório de Microestrutura e Ecoeficiência de Materiais (LME) do Departamento De Engenharia e Construção Civil da Poli, visa reduzir o impacto ambiental da produção de concreto e materiais cimentícios, particularmente relativo à emissão de gases de efeito estufa. Trata-se da primeira instituição de pesquisa da rede Embrapii, que atuará no setor da construção civil e que terá como foco soluções ecoeficientes.

A Unidade Embrapii Poli/USP, formada pela Escola Politécnica da Universidade de São Pauloe a Fundação para o Desenvolvimento da Tecnologia (FDTE), terá cerca de R$ 30 milhões para realizar projetos de inovação na área de construção civil ecoeficiente. Os recursos serão investidos ao longo dos próximos seis anos. Para cada projeto aprovado, as despesas serão divididas entre a Embrapii, a Poli-USP e a empresa beneficiada. Na média a Embrapii entra com 30% dos recursos financeiros, a unidade entra com a parte não financeira, como recursos humanos e infraestrutura laboratorial e a empresa parceira entra com a diferença. O processo de contratação é rápido, flexível e desburocratizado.

De acordo com o diretor-presidente da Embrapii, Jorge Almeida Guimarães, o sistema hoje conta com 28 unidades que trabalham com 100 empresas parceiras, representando R$ 100 milhões em contratos. “As unidades são selecionadas em um processo extremamente competitivo. A Poli-USP foi uma de dez unidades escolhidas entre 110 concorrentes, uma seleção dura”, comentou. “A Embrapii não é vinculada a ministério, somos uma empresa privada gerida por empresários e encontramos nas empresas uma receptividade muito grande”, afirmou.

Fonte: Redação OE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *