Finalizada a primeira unidade de geração da usina Foz do Chapecó

A Alstom, como parte do consórcio EPC, junto com Camargo Correa e CNEC Worley Parsons, anuncia o início das operações da primeira unidade de 214 MW da usina Foz do Chapecó, localizada no rio Uruguai, entre os municípios de Águas do Chapecó (SC) e Alpestre (RS). As operações comerciais da planta tiveram início em 11 de outubro.

O projeto teve início em março de 2007 em um contrato de R$ 650 milhões, que engloba a produção, entrega e supervisão de montagem das quatro unidades geradoras de 213.75 MW. A Alstom é responsável por todos os equipamentos da usina, incluindo turbinas, geradores, equipamentos hidromecânicos, transformadores, elevadores de tensão, sistemas de controle e proteção da usina, além de todos os sistemas auxiliares elétricos e mecânicos.

Em fevereiro de 2011, apenas três anos e meio após o início das obras, a usina estará em completo funcionamento com uma capacidade instalada de 855 MW e 432 MW médios de energia assegurada – o suficiente para atender cerca de 25% de todo o consumo de energia de Santa Catarina ou em torno de 18% do Rio Grande do Sul. A usina conta com a 3a maior turbina Francis do país em tamanho (depois de Itaipu e Tucuruí).

“A bem-sucedida conclusão da primeira unidade de Foz do Chapecó neste prazo foi atingida graças ao profissionalismo do time da Alstom responsável pelo projeto”, afirma Marcos Costa, vice-presidente do setor Power da Alstom Brasil e América Latina. “Mantemos nosso compromisso com o crescimento da matriz energética brasileira e investimos constantemente para participar de projetos como este. A Alstom tem 35% de market share no mercado nacional de equipamentos e sistemas para energia e pretendemos ampliar ainda mais nossa participação”, complementa Marcos Costa.

O projeto é de grande escala. Mais de 15 mil toneladas de chapas de aço carbono, o equivalente a uma Torre Eiffel e meia, já foram utilizados, bem como 250 quilômetros de cabos de energia para interligação dos equipamentos na obra. Foram mais de 510 mil horas gastas na fábrica de Taubaté para produção dos equipamentos e 120 mil horas de engenharia.

Todos os equipamentos foram fabricados na planta de Taubaté que, em conjunto com a unidade de Tianjin, na China, representa a maior unidade fabril da Alstom Hydro no mundo. É capaz de produzir uma gama completa de produtos, turbina de todos os tamanhos, geradores para diversas aplicações, equipamentos hidromecânicos e pequenas centrais hidrelétricas. Com este projeto e os outros que estão em andamento, a Alstom se torna uma empresa-chave na geração de empregos locais.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *