Intervenções viárias dependem do PAC

A Secretaria de Estado de Turismo (Sedtur) aguarda o anúncio do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) da Copa 2014 para pôr em licitação três grandes projetos de intervenção viária em Cuiabá. O pacote de cerca de R$ 1 bilhão do Ministério das Cidades trará obras que organizarão o trânsito e o transporte coletivo – na região do Shopping Popular – e agilizarão o fluxo de veículos nas rotatórias da avenida Fernando Corrêa com a Beira-Rio e da Miguel Sutil, na entrada do bairro Santa Rosa.

Ao todo, cerca de 50 obras de mobilidade urbana foram repassadas à Sedtur por três secretarias municipais de Cuiabá – a de Transportes Urbanos (SMTU), a de Infra-Estrutura (Seminfe) e o Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano (IPDU). A execução dos projetos também deve contar com a participação da iniciativa privada.

O primeiro grande projeto já estava incluído no Plano Diretor do Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano de Cuiabá (IPDU) e prevê a construção do Complexo Tempos Modernos no local onde hoje funciona o Shopping Popular da Capital, conhecido como “Camelódromo”. O Complexo abrigará um terminal de integração para os ônibus do transporte municipal, de forma a organizar o trânsito na região. As lojas serão levadas para um segundo piso.

A segunda obra, também já projetada pelo IPDU, interfere no trânsito de entrada para o bairro Santa Rosa. A atual rotatória ficará sob um viaduto, que permitirá a passagem direta do motorista que estiver seguindo pela avenida Miguel Sutil. No Plano Diretor, o projeto consistia numa passagem subterrânea, mas a presença de adutoras no solo provocou a mudança no projeto. A obra já está protocolada há meses no Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit).

A terceira obra a ser executada deve acabar com as imensas filas de veículos nos horários de pico da rotatória de acesso à região do Coxipó, onde se encontram duas grandes avenidas: Fernando Corrêa e Beira-Rio. Um viaduto permitirá a passagem direta da primeira com a ponte do Coxipó. A rotatória permanecerá no local para ser utilizada como desvio.

Presidente do IPDU, Adriana Bussiki aponta que as obras consistem em “melhorias pontuais, mas com grande reflexo dentro da malha viária” não somente para o evento da Copa, quando as intervenções proporcionarão acesso mais fácil dos motoristas aos pontos turísticos da Capital, à rede hoteleira e ao estádio do Verdão. Todos os projetos enviados à SedTur são prioridades estruturais das secretarias de Cuiabá, mas sua execução com recursos federais ficará a cargo da Sedtur, que organiza a Copa 2014 na cidade, uma das sub-sedes.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *