Linhão Belo Monte (Xingu Rio Transmissora de Energia)

Projeto: Tractebel Engineering – Montagem: Tabocas

A primeira Linha de Transmissão (LT) de corrente contínua de ultra-alta tensão + 800 kV UHVDR (Ultra High Voltage Direct Current) da América Latina, está localizada no Brasil.

Conhecida também como Linhão de Belo Monte, o projeto desse empreendimento colossal é de autoria Tractebel, que já projetou mais de 35 mil km de linhas de transmissão de alta, extra-alta e ultra-alta tensão no Brasil e no exterior.

O empreendimento é composto por duas linhas de transmissão: Bipolo I e Bipolo II. O primeiro, com aproximadamente 2.000 km de extensão, atravessa mais de 70 municípios entre os estados do Pará, Tocantins e Goiás, descarregando em Minas Gerais, no município de
Estreito, parte da energia produzida pela Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

Já o segundo bipolo, por sua vez, tem aproximadamente 2.500 km de extensão, entre as estações conversoras de Xingu, em Altamira (PA), e Terminal Rio, em Nova Iguaçu (RJ), e foi projetada pela equipe da área de energia da Tractebel.

Para Cláudio Maia, presidente da Tractebel na América Latina, “a participação da empresa em um empreendimento desta importância para o Brasil, confirma, mais uma vez, a capacidade do time de especialistas da Tractebel em desenvolver soluções de altíssimo nível para projetos de alta complexidade e em cenários com condições bastante atípicas”.

A empresa, que atua no Brasil desde 1965, também é responsável por 40% dos projetos de subestações de extra-alta voltagem brasileiras e outros inúmeros no exterior. Além disso,
projetou linhas de transmissão de extra-alta voltagem 500 kV em todos os estados brasileiros.
Um projeto estrutural de torres de travessia com 160 metros de altura, locação das estruturas com vão de 1136 metros, além de impactos ambientais, uma vez que as estruturas precisaram ser reposicionadas para fora das matas ciliares, conferem a essa travessia características que a difere de outros projetos deste tipo já realizados anteriormente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *