Menegotti lança betoneira que promete eficiência e segurança

Novas tecnologias, visando principalmente a dar segurança aos profissionais e rapidez nas atividades desempenhadas, fizeram com que indústrias como a Menegotti Máquinas para Construção (Menmaq), de Jaraguá do Sul (SC), levassem ao mercado produtos diferenciados. Entre os lançamentos da empresa, está a inovadora Betoneira Max HD 600.

Destinado para a mistura de concreto, argamassas e similares, o equipamento se destaca por ser totalmente hidráulico e possuir sistema de direção oscilante, que absorve vibrações fortes vindas das irregularidades do solo, garantindo menor desgaste, menor manutenção e maior conservação. Outro item importante que contribui para a eficiência do equipamento é o dispositivo “Fura Saco”, que facilita a colocação e a descarga do material industrializado no interior da caçamba.

A dimensão compacta da betoneira e seu correto posicionamento do centro de gravidade trazem maior preservação e facilidade no transporte, garantindo segurança no deslocamento. “A Betoneira Max HD 600 oferece maior eficiência na produtividade do dia-a-dia dos trabalhos nos canteiros de obras. O equipamento possui uma ‘Central de Operação’, que permite ao operador acionar todos os movimentos de comandos, motores e cilindros hidráulicos”, explica o diretor superintendente do Grupo Menegotti, Jeferson Santos.

Para garantir a segurança dos profissionais da construção civil, o produto foi desenvolvido com sapatas de fixação para estabilidade, braços de proteção para o operador, sistema de freio estacionário e visor do nível de água, tudo em uma estrutura altamente resistente e durável. A Betoneira Max HD 600 também conta com sistemas de acionamento eletrifico, que auxiliam na operação, manutenção e ergonomia correta, sem esforço físico. “Neste mercado, além da eficiência do trabalho realizado, é preciso estar sempre atento a qualidade de vida e bem-estar dos profissionais. Por esta razão, desenvolvemos o produto com o foco neste pensamento e na segurança das pessoas envolvidas com a construção civil”, alerta Santos.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *