Consultoria quer participar de projetos portuários no País

A Ramboll, empresa global de consultoria, engenharia e projetos, quer incrementar sua atuação no desenvolvimento de projetos portuários no Brasil, em um cenário em que os investimentos em portos devem se ampliar. A Ramboll atua há muitos anos junto ao setor portuário e possui experiência em projetos de aperfeiçoamento das operações, adaptação climática, gestão de ativos, remediação de riscos ambientais, bem como na implementação de melhorias sociais, de saúde e segurança junto aos profissionais e comunidades, em diversos portos ao redor do mundo.
“Queremos ampliar nossa participação no desenvolvimento de projetos aqui no País, contando com nossa experiência e o reconhecimento conquistado por conta da excelência nas operações e do incremento dos resultados de negócios”, afirma Eugenio Singer, presidente da Ramboll no Brasil.

Segundo Eugenio Singer, o Brasil já poderia ter hoje uma infraestrutura portuária mais ampla e melhor estruturada para atender ao grande volume de produtos que ingressam e saem de seu território. “Por isso, enxergamos aqui boas oportunidades de participar de projetos para aperfeiçoar a operação, gerir melhor os ativos e implementar planos para assegurar a preservação de ecossistemas ambientais importantes, assim como desenvolver ações para melhorar as relações com as comunidades vizinhas”, diz.

No Brasil, a empresa já desenvolveu projeto no Porto de Manaus. O trabalho envolvia revisão de Estudo de Impacto Social e Ambiental (Environmental and Social Impact Assessment – ESIA) para o licenciamento de um porto e estaleiro naval, a pedido de um operador portuário global, incluindo análise dos resultados de terceira parte e avaliação dos padrões do IFC para potencial financiamento futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *