Retroescavadeira 580N é novidade da Case na Expointer

A Case Construction Equipment apresenta na Expointer 2012 a retroescavadeira 580N, lançamento da marca no ano em que comemora 55 anos de criação da primeira retroescavadeira e os 170 anos da marca no mundo. A exposição teve início no dia 25 de agosto e vai até 2 de setembro, no Parque Estadual de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS).
O modelo apresentado possui diversas aplicações no agronegócio e tem sua história no Brasil ligada à cultura de arroz irrigado. Os primeiros registros da chegada das retroescavadeiras Case no País são de 1967, importadas por empresarios gaúchos para uso na rizicultura.
“O agronegócio é um importante consumidor de máquinas de construção, na aquisição direta das máquinas ou através dos locadores de equipamentos. E a retroescavadeira é a máquina mais utilizada no segmento”, informa o diretor geral da Case para a América Latina, Roque Reis.
Segundo ele, as fazendas, usinas, granjas e outras empresas do ramo estão investindo em mais equipamentos de construção, para aumentar a produtividade e qualidade dos seus produtos. “As máquinas de construção são usadas na infraestrutura das fazendas e usinas, em serviços gerais, no carregamento de grãos, movimentação de bagaço de-cana-de-açúcar, insumos e muitas outras aplicações”, esclarece Reis.
A 580N reúne tecnologia e design diferenciados. Entre as inovações do equipamento estão força de desagregação, braço mais longo e robusto, maior visibilidade, motor mais econômico, conforto e segurança na operação.
“Essas características fazem a máquina ser mais produtiva”, explica Roque Reis, acrescentando que alguns itens opcionais no modelo anterior são agora standards. Por exemplo, o sistema Pro Control de amortecimento de giro da retroescavadeira, que traz redução no tempo de giro, maior durabilidade do sistema e movimentação mais suave.
A 580N também possui opções de transmissão, a Powershuttle e a Powerhift S-Type, que devem ser escolhidas de acordo com a operação. A primeira oferece quatro marchas à frente e quatro à ré. A segunda, quatro à frente e três à ré, com a função kick down, que reduz de segunda para primeira marcha ao pulsar de um botão e mudança de marcha na alavanca de modulação F-N-R.

Outras características

Motor – Case powered by FPT com 75 hp (standard) ou 85 hp (turbo) de potência bruta, proporciona 5% de economia de combustível.
Visibilidade – Janelas do assoalho ao teto proporcionam maior visibilidade.
Iluminação lateral – Novo pacote de iluminação com luzes laterais, proporcionando maior visibilidade e sobreposição de áreas de cobertura.
Deslocamento – Alcança a velocidade de deslocamento de até 44,9 km/h – e o projeto da lança da retroescavadeira centralizada torna a viagem mais suave.
Sistema hidráulico – Mangueiras são conduzidas por dentro da estrutura do braço de
elevação da retroescavadeira para proporcionar maior proteção em aplicações severas, como demolição.
Pro Control – Sistema de amortecimento de giro standard, que elimina as oscilações, deixando o trabalho do operador mais rápido, mais preciso e mais agradável.
Braço de elevação em S – Aumenta a força e durabilidade das máquinas da Série N, pois enfrenta até as aplicações e condições de trabalho mais severas.
Novo filtro de ar – Com sistema de exaustão tipo Venturi.
Freio de estacionamento – Acionado por botão, aplicado por mola e liberado hidraulicamente.

Motor Standard / Motor Turbo
Motor (potência bruta) – 75 hp (56 kW) / 85 hp (63 kW) / Motor (potência líquida) – 72 hp (54 kW) / 79 hp (59 kW) / Profundidade de escavação da retroescavadeira – 4,5 m (14’ 9,4”) / 4,5 m (14’ 9,4”) / Força de escavação da caçamba traseira – 48,0 kN (4.895 kgf) / 50,4 kN (5.141 kgf) / Capacidade de levantamento da carregadeira até altura máxima – 2.911 kg / 3.086 kg / Peso operacional – 7.157 kg / 7.758 kg

Fonte: Padrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *