Volvo informa crescimento e novas tecnologias no País

Augusto Diniz – Pederneiras (SP)

A Volvo Construction Equipment Latin America informa que teve um bom desempenho em 2018, principalmente no Brasil. Juntas, Volvo CE e SDLG, marca do grupo que comercializa máquinas de melhor custo-benefício, cresceram 47,7% no mercado brasileiro no ano passado, na comparação com 2017.

Luiz Marcelo Daniel, presidente da Volvo CE Latin America, acredita que o mercado brasileiro possa chegar até 2022 num patamar anual de vendas de 14 a 16 mil unidades.

Os segmentos que têm se destacado na comercialização de linha amarela da marca sueca não se concentram na área de construção tradicional, mas mineração, atividade florestal, agronegócio e pedreiras e agregados – o executivo aponta que para esse último, trata-se de um sinal importante ao mercado de construção, pois ele é o início da cadeia.

De olho na expansão da linha amarela no segmento de agronegócio, em encontro com jornalistas na sua fábrica de Pederneiras (SP), a Volvo CE apresentou máquina específica para o setor. Trata-se da carregadeira L110F customizada para atuar em operações do agronegócio. Seus componentes foram adaptados para atender especialmente o mercado de cana de açúcar.

O equipamento sai de fábrica com rodas e pneus mais largos, com perfil e dimensões projetados para rodar em áreas rurais específica.

Tecnologia

A Volvo informou que espera alcançar perto de 1 mil máquinas monitoradas com o ActiveCare Direct (ACD) na América Latina até o final deste ano.  A solução é voltada para o monitoramento da frota de equipamentos da marca, com informações obtidas por meio do sistema de telemática.

O ACD detecta uma série de situações, desde o uso excessivo da marcha lenta e erros operacionais, até o consumo exagerado de combustível e eventuais riscos de falhas da máquina.

A proposta com o ACD é aumentar a disponibilidade dos equipamentos ao usuário e prevenir paradas não planejadas.

Ainda sobre tecnologia embarcada, a marca está lançando o sistema Co-Pilot na América Latina. A plataforma vem associada ao Load Assist, para carregadeiras, e Haul Assist, para caminhões articulados. O sistema possibilita aos operadores trabalharem de forma mais eficiente e segura.

As carregadeiras L150H, L180H, L220H e L260H já vêm com a tecnologia Load Assist à disposição e permite sistema de medição de carga e câmera de visibilidade traseira. O sistema de medição fornece informação em tempo real sobre a carga, essencial para atender ao projeto.

Já o Haul Assist é a plataforma de aplicativos para caminhões articulados Volvo. Estará disponível para os modelos A25G, A30G, A45 G e A60H. Inicialmente, ele permitirá fazer a pesagem a bordo. Da mesma forma que o Load Assist, os dados coletados podem ser acessados remotamente pelo sistema de telemática Caretrack, facilitando a gestão da produção e da frota de transporte.

Caminhões articulados

A Volvo CE também está lançando uma atualização da sua linha de caminhões articulados na América Latina. As máquinas chegarão ao mercado com uma série de novos recursos e funcionalidades.

A linha é formada pelos modelos A25G, A30G, A45G e A60H.

A fábrica de Pederneiras da marca sueca é quem fabrica no Brasil os caminhões articulados A25G e A30G. Nessa planta, atualmente, 46% da produção fica no Brasil e 54% são destinados para outros países.

Pederneiras fica a 330 km da capital São Paulo e unidade industrial tem mais de 40 anos. Hoje, além de caminhões, a planta fabrica pá carregadeira, compactadores de solo, escavadeiras e vários componentes às linhas. No total, 70% dos caminhões articulados fabricados em Pederneiras vão para os Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *