BNDES vai injetar R$ 150 mi em empresa de portos de Eike

A LLX Logística, empresa portuária controlada por Eike Batista, comunicou nesta segunda-feira o aumento de seu capital social em 600 milhões de reais mediante a emissão de 333 milhões de novas ações ordinárias por um preço de 1,80 reais cada. O valor representa um ágio de 27% sobre a média ponderada dos últimos 60 dias de negociação.

A BNDESPAR, subsidiária integral do BNDES, aprovou a compra de um quarto desses papéis por 150 milhões de reais, passando a deter 12,05% do capital da LLX.

Os principais acionistas da LLX – o bilionário Eike Batista, a Centennial (Centennial Asset Mining Fund LLC) e OTTP (Ontario Teachers Pension Plan Board) vão comprar todas as novas ações restantes a não ser que haja demanda de investidores privados.

Esses acionistas também terão a opção de recomprar 50% das ações subscritas pela BNDESPAR pelo mesmo valor, ou seja, 1,80 reais por ação, já corrigidas pelo índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), acrescido de taxa de 15% ao ano.

O comunicado da LLX ressalta, ainda, que os recursos decorrentes do aumento de capital serão investidos na execução de projetos portuários conduzidos por algumas de suas empresas subsidiárias, como a LLX Açu, LLX Minas-Rio e LLX Sudeste.

Às 11h45, os papéis da LLX eram negociados a 1,47 reais, em baixa de 2,65%.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *