Copersucar inicia obra com investimento de R$ 150 milhões

A Copersucar iniciou as obras do seu primeiro terminal de etanol, na cidade de Paulínia, interior de São Paulo. O projeto terá investimentos de R$ 150 milhões e capacidade total de armazenagem de 180 milhões de litros na sua primeira fase e previsão de atingir 360 milhões de litros na segunda fase de implantação.

O terminal funcionará como importante hub da Copersucar no interior de São Paulo para a centralização, o gerenciamento e o transporte de todo o etanol produzido pelas usinas da região.

A implantação do Terminal de Etanol de Paulínia é um dos projetos que compõem o plano de investimentos da Copersucar, que está aplicando R$ 2 bilhões em logística até 2015, dos quais R$ 300 milhões já foram empregados nas duas últimas safras. Os recursos visam mais eficiência e expansão da capacidade de armazenagem e transporte de etanol e açúcar.

Na primeira fase da obra, o terminal contará com dez tanques de armazenamento de etanol, com capacidades de 5, 20 e 40 milhões de litros de etanol, além de 100 vagas para o estacionamento de caminhões. O volume total de movimentação previsto para o Terminal na Fase I é de 2,3 bilhões de litros de etanol por safra. A primeira fase da obra tem entrega programada para fevereiro de 2014, próximo ao início da safra 2014/2015.

O novo terminal será integrado ao sistema de dutos da Logum, empresa da qual a Copersucar é uma das sócias, com participação de 20%, e ao sistema da Replan (Refinaria de Paulínia), da Petrobras. Esse sistema de dutos também está em construção e o primeiro trecho, localizado entre Ribeirão Preto e Paulínia, entrará em operação nos próximos meses.

Outros Investimentos

Para o açúcar, a companhia está finalizando as obras de expansão do Terminal Açucareiro Copersucar (TAC), em Santos.

O investimento, de R$ 125 milhões, otimizará o embarque de açúcar, possibilitando o atendimento de navios maiores e dobrando a capacidade de embarque para 5,4 mil toneladas hora, além de adicionar mais 110 mil toneladas à capacidade de armazenagem fixa de açúcar, agora para 320 mil toneladas.

A conclusão das obras está prevista para o primeiro semestre de 2013.

Fonte: Padrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *