Fabricante sugere pneus radiais nas empilhadeiras

A Michelin, considerada líder mundial da indústria de pneus, aponta a diferença entre os pneus para empilhadeiras. Além dos diagonais e dos maciços, ela apresenta os pneus radiais, que indica como boa alternativa para uso industrial.
De acordo com a fabricante, os pneus diagonais são recomendados para pequenas empresas que possuem até duas empilhadeiras, utilizadas menos de 80 h/mês, devido ao seu baixo preço de aquisição. Para elas, os pneus não são prioridade no que diz respeito à perfuração ou aquecimento.
Os de banda maciça, também chamados de semi-elásticos, servem para casos extremos de agressões, com a presença de pontas de ferro incandescentes, por exemplo. Essa escolha, entretanto, implica aumento do consumo de combustível e maior nível de vibrações devido à sua rigidez.
Para o segmento industrial, a Michelin traz a tecnologia radial, semelhante à desenvolvida para os pneus de veículos rodoviários e de passeio. Os radiais substituem os outros dois tipos, unindo os seus benefícios sem apresentar as suas desvantagens. Eles são apropriados para diversas situações, principalmente num regime de trabalho intensivo, entre 200 e 500 h/mês, em pisos agressivos ou abrasivos. As vantagens são: menor custo/hora, maior disponibilidade das máquinas, porque demandam menos manutenção, conforto do operador, segurança das cargas transportadas e economia de até 15% de combustível.
Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *