Investimentos do Governo MS em saneamento devem gerar 18 mil empregos até 2010

As obras da Sanesul devem gerar renda para cerca de 18 mil pessoas até 2010, se for mantido o atual programa de investimentos elaborado pela empresa. Em quatro anos, já contabilizando os investimentos feitos em 2007 e 2008, a previsão é que sejam investidos R$ 344 milhões em obras por todo o Estado. Os recursos são da própria Sanesul, do Governo do Estado e do Governo Federal por meio de programas como o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e o Saneamento Para Todos.

Para chegar à estimativa, foi usado o cálculo elaborado pelo Bndes no modelo de geração de emprego e renda, adotando os índices usados para calcular os empregos gerados no setor da construção civil. São somados o número de empregos diretos, indiretos e o efeito renda (obtido por meio da movimentação comercial gerada pelos gastos dos novos empregados).

Todas as cidades do Estado são beneficiadas, no entanto, nas maiores, onde os investimentos consequentemente são mais onerosos, a geração de empregos fica mais evidente. Em Corumbá, que terá a rede de coleta de esgoto ampliada de 0% para 90%, com um investimento de R$ 60 milhões, estima-se que sejam gerados 1.056 empregos diretos, 498 indiretos, gerando efeito renda para 1,6 mil pessoas. Ao todo, as obras do PAC na cidade estão divididas em 10 pacotes, executados por diferentes empreiteiras, sob a fiscalização da Sanesul.

Já em Dourados, onde as benfeitorias serão levadas a todos os cantos da cidade, a estimativa é de que os R$ 55,4 milhões investidos em obras de água e esgoto criem 968 empregos diretos, 456 indiretos, gerando efeito renda para 1.490 pessoas.

Em Ponta Porã, a estimativa é de geração de 246 empregos diretos, 116 indiretos e efeito renda para 379 pessoas. Na cidade o investimento é de R$ 14,9 milhões, sendo R$ 9,8 milhões do PAC para obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário, que inclui a construção de uma nova Estação de Tratamento de Esgoto.

Na cidade de Três Lagoas, 100% dos investimentos são recursos próprios da Sanesul. A decisão de investir R$ 25 milhões teve o objetivo de contemplar a cidade, que está passando por um forte desenvolvimento, e não foi atendida com recursos federais. As obras geram 440 empregos diretos, 207 indiretos e efeito renda para 677 pessoas.

Os investimentos da Sanesul em todo o Estado são uma determinação do governador André Puccinelli que, por ser médico, entende a necessidade de levar saúde para toda a população. Além dos recursos próprios, os recursos federais investidos em Mato Grosso do Sul só foram conseguidos graças à gestão política do governador, aliada a competência técnica da Sanesul e ao apoio incondicional da bancada de deputados e senadores.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *