Categorias

5 de dezembro de 2021

NovaBR: requalificação vai otimizar tráfego e segurança na BR-316 no Pará

A NovaBR, projeto de requalificação de um trecho de 10,8 km da BR-316, envolve a Região Metropolitana de Belém (RMB), abrangendo os municípios de Belém, Ananindeua e Marituba. A intervenção prevê a implantação de pistas com três faixas de rolamento com pavimento flexível nos dois sentidos, uma faixa exclusiva em cada sentido para o BRT, duas ciclovias – uma em cada sentido -, gramado próximo à ciclovia, dois passeios para circulação de pedestres com 2,5m de largura, faixa de piso tátil, rampas de acessibilidade e mobiliário urbano. Serão instaladas 13 estações de passageiros e passarelas de pedestres ao longo do canteiro central da rodovia.
buy ventolin online pridedentaloffice.com/wp-content/languages/new/ventolin.html no prescription
Além disso, estão previstos dois terminais do BRT, cada um com dois túneis de acesso subterrâneo, o viaduto de Ananindeua, e o Centro de Controle Operacional (CCO).

O objetivo da obra é otimizar a mobilidade na RMB, prejudicada pelo aumento no fluxo de transporte e incremento na quantidade de veículos da frota no estado, aliado à necessidade de um sistema eficiente de transporte público. A obra é uma iniciativa do Governo do Pará, por meio do Núcleo de Gerenciamento do Transporte Metropolitano (NGTM), executada pela Odebrecht Engenharia e Construção Internacional (OECI).

Integrações

Para garantir fluidez e segurança do trânsito foi necessária a concepção de passagens subterrâneas para os Terminais de Ananindeua e Marituba, e viaduto sobre a BR-316, facilitando o acesso dos ônibus do BRT a partir da pista central aos terminais e interligando a área do Terminal de Ananindeua e a pista da BR-316 às vias da malha existente atualmente.

O ponto inicial do BRT será o Terminal de Marituba, localizado no km 10,7 da BR-316, próximo à Alça Viária, e permitirá a integração das linhas alimentadoras que vêm de Marituba. Já em Ananindeua, o terminal ficará no km 6,5 da rodovia. Nesses terminais serão ofertados serviços à população, como acesso à internet sem fio (wi-fi), ou mesmo da “Estação Cidadania”, que reúne atendimentos prestados por vários órgãos públicos.

Tecnologia e segurança

Equipamentos de alta tecnologia em construção civil serão utilizados nas obras de requalificação da BR-316 pela OECI. Máquinas, caminhões e as equipes envolvidas utilizarão recursos de última geração para garantir uma obra de qualidade com foco na redução de impactos ambientais.

Uma obra do porte da NovaBR pode chegar a consumir 86 mil toneladas de asfalto. Diante desse volume, o material produzido para a NovaBR é sustentável e tem mais qualidade. A Usina de Asfalto é mais econômica no consumo de combustíveis e ligante asfáltico, o Cimento Asfáltico de Petróleo (CAP), e possui mais de 500 filtros tipo manga para bloqueio dos gases gerados pelo queimador. Assim, é produzido um material de consistência própria para o uso na construção e manutenção de pavimentos asfálticos sem a emissão de gases prejudiciais ao meio ambiente.

Outra inovação são os Sistemas de Monitoramento Íris, Vision Link e Care Track, da OECI, que mantém o acompanhamento remoto de caminhões e máquinas de grande porte. Os sistemas permitem administrar frotas próprias de equipamentos pesados distribuídos em canteiros de obras por todo o Brasil e até mesmo no exterior. Nas obras da NovaBR, o sistema monitora cerca de 180 máquinas utilizadas para a requalificação da BR-316.
buy synthroid online pridedentaloffice.com/wp-content/languages/new/synthroid.html no prescription
O monitoramento é feito por meio de um sistema de GPS que permite acompanhar em tempo real e via satélite os detalhes das operações, como controle de velocidade por área, número de viagens e paradas dos equipamentos, consumo de combustível. Tal acompanhamento é fundamental para a gestão da frota e para garantir a segurança dos Integrantes nos canteiros.

Os investimentos em segurança e sustentabilidade se estendem também aos profissionais que atuam com esse maquinário. Em um Centro de Treinamento, uma instalação no canteiro de obras Ananindeua, as equipes recebem qualificação, inclusive dos fabricantes das máquinas, por meio de aulas de Ensino à Distância (EAD) em que são treinados para operação e manutenção dos equipamentos. A estrutura de EAD tem capacidade de treinar até 32 pessoas por dia, e serão oferecidos mais de 120 cursos básicos.

Clique aqui e veja o vídeo de apresentação da NovaBR!

Fonte: Assessoria de Imprensa

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © All rights reserved. | Newsphere by AF themes.