Projeto concilia progresso e sustentabilidade na Amazônia

Mais um grupo de acreanos teve a oportunidade de conhecer de perto a Província Petrolífera do Rio Urucu e à Refinaria de Manaus, no Amazonas, no início desta semana, através de um convite da Petrobras formalizado ao gabinete do senador Tião Viana (PT), um dos principais incentivadores das ações desenvolvidas de forma ecologicamente correta pela empresa em vários Estados brasileiros.

A programação, realizada de forma esporádica, tem o objetivo de levar a diversos públicos as realizações e o desenvolvimento tecnológico da Petrobras numa ação que concilia progresso, bem estar social e a preservação do meio ambiente.

Desenvolvido em plena selva, o projeto executado na Província Petrolífera do Rio Urucu envolve mais de 4 mil funcionários e conta hoje com um investimento de cerca de R$ 8 bilhões durante os 20 anos em que a empresa instalou-se na região amazônica.

A província, que fica a 650 quilômetros a sudoeste de Manaus, teve as primeiras perfurações de poços em 1988, e com a confirmação da existência de uma jazida significativa na área, foi iniciada a primeira produção comercial, à época de 3.500 barris de petróleo por dia.
Atualmente, a produção média de petróleo em Urucu é de 60 mil barris diários e 9,7 milhões de metros cúbicos de gás e 1,6 toneladas de gás de cozinha (GLP).

O grupo do Acre esteve no local acompanhado de funcionários da Petrobras no Rio de Janeiro e em Brasília, que foram coordenados pela engenheira agrônoma Denise Rodrigues Alho, da Gerência de Relacionamento Externo do SMS da Petrobras e pelo coordenador da comitiva, Cleber de Oliveira Costa, da Gerência de Relacionamento Corporativo da Comunicação Institucional da Petrobras, que recepcionou a comitiva em Manaus.

As palestras recebidas pelos visitantes de Urucu foram feitas pelo gerente de Comunicação e Segurança de Informação da Petrobras, Mauro Martinez, que fez questão de destacar a importância da visita de acreanos à Urucu para que os povos amazônidas conheçam o compromisso e a responsabilidade da Petrobras na execução de projetos que visam o progressos do país.

Petrobras se habilita a prospectar petróleo no Acre

Durante entrevista concedida aos jornalistas acreanos, o gerente de Comunicação e Segurança da Informação da Petrobras, Mauro Martinez, disse que o Acre é um estado que caminha para o progresso porque sua população e seus representantes têm buscado conhecimento e troca de saberes nos mais diversos lugares.

“A letra A de Acre coincide com A de avanço e A de Amazônia, e isso nos impulsiona a acreditar que o Acre tem um potencial de riquezas naturais e de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento e a responsabilidade social e ambiental”, comentou.

Mauro explicou que a Petrobras, embora tenha interesse em se habilitar para realizar uma prospecção de petróleo e gás no Acre, é necessário que a Agência Nacional de Petróleo (ANP), disponibilize certas áreas para venda através de leilões. Nesse caso, dependemos das regras e disponibilidades da ANP para nos habilitarmos a perfurar poços em determinadas regiões, como é o caso do Acre”, afirmou.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *