Daniel Godoy – Gerente de Contratos na Adutora do Agreste

Há dez anos atuando na Passarelli, Daniel Godoy é Gerente de Contratos na Adutora do Agreste – Lotes 1, 2 e 5 e na Adutora de Serro Azul. gerenciando aproximadamente 400 funcionários, próprios e de terceiros. O Empreendimento foi destaque na edição “100 obras Regionais”, da Revista O Empreiteiro.

O Sistema Adutor do Agreste, que atenderá aproximadamente 2 milhões de pessoas, é constituído de um sistema produtor de água localizado nas proximidades do Reservatório de Ipojuca – Arcoverde/PE, que é alimentado através do Ramal do Agreste (derivação do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco com Bacias Hidrográficas do Nordeste Setentrional) e uma adutora em ferro fundido com mais de mil quilômetros de extensão.

Do Reservatório de Ipojuca serão captados até 4m3 para as obras do Sistema Adutor do Agreste; como esse volume é insuficiente para o atendimento de todas as cidades contempladas no Projeto do Sistema, foi priorizado o atendimento de cidades situadas em regiões de maior déficit.

O complexo de tubulações da Adutora do Agreste atenderá a Região do Agreste do estado de Pernambuco e beneficiará 68 municípios,  80 distritos urbanos e comunidades rurais situadas dentro da faixa de 2,5 km de cada lado da adutora.

O Lote 1 contempla as obras de produção, armazenamento e adução para os centros de reservação das cidades (captação de água bruta no reservatório de Ipojuca, sistema de recalque de água bruta, parte da estação de tratamento de água (2 m3/s) e reservatório de água tratada), todas no município de Arcoverde e mais o sistema de adução, denominado de eixo principal, para atendimento das cidades de Pesqueira, Sanharó, Belo Jardim, Tacaimbó, São Caetano e Caruaru.

A principal solução de engenharia aplicada nas obras de implantação da adutora foi a abertura de valas a fogo, ou seja, desmonte de rocha com utilização de explosivos.

Daniel possui experiência em obras industriais/comerciais: gerenciamento de Contratos/obras/Projetos – equipes de construção civil, montagens Hidro eletromecânicas, manutenção e start-up’s de unidades e subestações; Orçamentos: elaboração de Orçamentos, cronogramas, estimativas e documentação para licitações públicas/privadas com análise de riscos do negócio; Planejamento de obras EPC (Engineering, Procurement and Construction Contracts) e paradas com dimensionamento de equipes, equipamentos, atividades, EAP Física e Financeira e curva de avanço físico/financeiro (curva “S”) com a utilização do MSProject e Excel; Constructability Review: elaboração prévia de gerenciamento de riscos para apuração dos possíveis impactos e suas consequências na implementação da carteira de hidro tratamentos da Refinaria de Capuava – RECAP na cidade de Mauá/SP.

 

6 comentários em “Daniel Godoy – Gerente de Contratos na Adutora do Agreste

  • 28 de junho de 2019 em 10:31
    Permalink

    Eu trabalhei nesse projeto, o Gerente que conduziu a maior parte do avanço do projeto dos 20% aos 99,9% foi o Marivaldo S. de Jesus.
    – Não me parece justo essa matéria ao colega Daniel.

    Resposta
  • 28 de junho de 2019 em 10:35
    Permalink

    O Volume de 4m3 não eh insuficiente para atender as cidades, apenas o canal do agreste e o reservatório não estão prontos e então foi construído a adutora do moxoto para atender de forma paliativa com volume de 500l/s.

    Resposta
  • 28 de junho de 2019 em 14:05
    Permalink

    Atuei nessa obra até o ano de 2018, diretamente ligado a equipe de campo e por todo tempo o maior responsável pela equipe foi o Engenheiro Marivaldo que é/foi o principal responsável pela maior parte da execução da adutora do agreste e Serro azul.
    Não desmerecendo o profissional citado na matéria, mas, devido ao tempo, quem deveria levar os méritos pela execução, seria o Engenheiro Marivaldo Silva de Jesus.

    Resposta
  • 28 de junho de 2019 em 19:45
    Permalink

    Parabéns a todos os integrantes que fizeram e fazem a obra acontecer.

    Resposta
  • 3 de julho de 2019 em 08:44
    Permalink

    Trabalhei neste empreendimento desde o início até meados de 2015 e foi um período de grande aprendizado; Creio que todos que passaram pela obra deram sua contribuição para o avanço da mesma. Acredito firmemente que a contribuição de Daniel também será relevante.

    Resposta
  • 11 de julho de 2019 em 07:16
    Permalink

    Torcemos para que o Daniel realize um bom trabalho e faça jus à essa reportagem!!!
    Pois sem desmerecer o Daniel, quem merece esses créditos é o Marivaldo.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *