Duto para etanol em Goiás

A recém-criada Uniduto Logística, formada pelas empresas sucroalcooleiras Cosan, Copersucar e Crystalsev, está projetando a construção de alcoolduto para escoar a produção de etanol do estado de Goiás. O ramal, que terá inicialmente 600 km de extensão, vai demandar investimentos da ordem de R$ 1,8 bilhão para transportar 21 bilhões de l/ano do biocombustível.

O projeto do alcoolduto foi apresentado nesta sexta-feira (13/3) pelo presidente da Uniduto Logística, Sérgio Van Klaveren, apresentou ao secretario de Planejamento e Desenvolvimento do estado, Oton Nascimento Júnior.

O empreendimento será bancado pela iniciativa privada e já conta, segundo Klaveren, com a adesão de 81 unidades produtoras de álcool, três somente em Goiás. A partir do ramal, o etanol será distribuído para outros estados do país e para o mercado externo.

A Uniduto está elaborando os projetos básicos e trabalhando a questão ambiental da primeira etapa do duto, que deverá ligar o Guarujá, no litoral paulista, até Sertãozinho, também em São Paulo, com aproximadamente 600 km de extensão. A previsão é que a obra seja iniciada em meados de 2010 e entre em operação na safra 2011/2012.

A expansão do alcoolduto para Goiás deverá ocorrer na sequência, dependendo das negociações com produtores de etanol no estado, do aumento da produção e da necessidade de escoamento. Serão mais 400 km de dutos, ligando Sertãozinho a Itumbiara.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *