Economia da China está se normalizando, informa FMI

Matéria da agência de notícias Reuters informa que a economia da China está começando a mostrar sinais de normalização após o grande impacto causado pelo coronavírus, de acordo com dados divulgados por autoridades do Fundo Monetário Internacional (FMI).  

As grandes empresas chinesas reabriram e muitos funcionários voltaram ao trabalho, mas as infecções podem aumentar novamente à medida que as viagens nacionais e internacionais forem retomadas, acredita o órgão.

O coronavírus, surgido no território chinês, já infectou 250 mil pessoas e matou mais de 10 mil no mundo. A desaceleração no primeiro trimestre da economia da China será significativa.

Porém, de acordo com o FMI, a resposta rápida da China ao problema fez diferença no combate à doença e na mitigação de seu impacto, embora com duras consequências econômicas.

Para atenuar o choque, os parlamentares chineses rapidamente intervieram, direcionando o apoio a famílias e pequenas empresas vulneráveis, renunciando a taxas de previdência social, contas de serviços públicos e canalizando crédito por meio de empresas de tecnologia.

Eles também organizaram crédito subsidiado para estimular o aumento da produção de equipamentos médicos, apoiaram os mercados interbancários e ajudaram empresas sob pressão, informa o FMI.

As autoridades também trabalharam em estreita colaboração com os bancos, incentivando-os a emprestar generosamente a empresas pequenas e maiores e companhias estatais.

Segundo informação do FMI, dados os riscos econômicos em curso, as autoridades chinesas precisam estar prontas para coordenar medidas internacionalmente, devido à natureza global do surto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *