Governo do Piauí lança licitação para construção de oito usinas solares

Projeto será em regime de PPP (Parceria Público Privada) com o governo do estado do Piauí e licitação fica em consulta pública até julho, o recebimento das propostas está previsto para agosto

O Governo do Piauí acaba de lançar um edital para consulta pública para a construção de miniusinas de energia solar fotovoltaica que totalizam 5 MW.
O projeto será em regime de PPP e segundo o edital, ficará á disposição de consulta pública até o dia 11 de julho. Os concorrentes devem entregar suas propostas em agosto.

Os municípios do Piauí que abrigarão as oito plantas de usinas solares serão: Caraúbas, Miguel Alves, José de Freitas, Piracuruca, Cabeceiras e Canto do Buriti.
Segundo Viviane Moura, a Superintendente de Parcerias e Concessões do estado do Piauí, “Esses projetos estão em início de processo licitatório. Feita a audiência pública, a gente vai para a fase de recebimento das propostas, ainda no mês de agosto”.

Piauí se destaca em fontes renováveis

Vale lembrar que o estado do Piauí tem recebido muitos investimentos no segmento de energia renovável e tem obtido papel de destaque no cenário nacional.
No final do ano passado (2018) a maior Usina Fotovoltaica da América Latina e sua linha de transmissão de 500 KV de Nova Olinda, rebebeu Licença Ambiental de Operação da Secretaria Estadual de Meio Ambiente do Piauí.

A intenção do governo do Piauí é fazer com que o estado produza sua própria energia e que, ao ser lançada no sistema de distribuição nacional, compense o consumo interno, reduzindo assim, inicialmente, 14% dos gastos com eletricidade.

São investimentos que enchem de orgulho os brasileiros e os amantes do meio ambiente, afinal o Brasil foi declarado pela Agência Internacional de Energia (AIE), como o país que tem a matriz energética menos poluente do mundo e com a maior participação de combustíveis renováveis entre os grandes consumidores de energia do mundo.

FONTE: CLICK PETRÓLEO E GÁS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *