Magna Engenharia compartilha experiência com plataforma Autodesk para disseminar metodologia BIM no Brasil

Empresa de Engenharia da região Sul desenvolve serviço para consultoria e implantação do Building Information Modeling para players do mercado de infraestrutura brasileiro

De olho no potencial da expansão do mercado que envolve a metodologia BIM (Building Information Modeling), que deve alcançar cerca de 10 bilhões de dólares em investimento até 2022 globalmente, a Magna Engenharia desenvolveu um produto que abrange consultoria e implantação dessa inovação em empresas do ecossistema de infraestrutura.

A expertise em projeto, fiscalização de obras e gerenciamento da Magna, que conta com 50 anos de atuação, fez com que sua equipe pudesse entender as nuances da necessidade do mercado de infraestrutura. Uma das mais latentes nos dias de hoje é a aquisição das ferramentas mais adequadas para BIM e melhor aproveitamento delas. A Magna cita a AEC Collection e as ferramentas em nuvem BIM 360, da Autodesk, pacote de software considerado pelo mercado como o mais completo para o BIM.

Com perfil voltado à inovação no desenvolvimento de projetos e soluções de engenharia, a Magna afirma ser pioneira na implantação de tecnologia da informação aos seus processos. Isso ocorreu quando adotaram o AutoCAD há 30 anos, uma das maiores revoluções na história do mercado de engenharia. De lá para os dias atuais, o investimento na modelagem da informação da construção, tanto em tempo, treinamento e ferramentas tecnológicas, foi um caminho previsível.

“Vemos uma grande oportunidade de mercado com essa iniciativa pois notamos que muitas empresas têm um conhecimento muito superficial do BIM e por isso não conseguem explorar todo o potencial que a metodologia pode oferecer, impactando diretamente na sua produtividade e margem de lucro”, afirma Carlos Consíglio, Diretor da Magna Engenharia.

Segundo Wagner Tarasiuk, gerente de tecnologia da Magna, a indústria de engenharia precisa entender que BIM não é só a aquisição do software e que pensar assim gera frustração no uso da metodologia.

O mercado no Brasil tem muito espaço para ser desenvolvido, uma vez que, de acordo com pesquisa realizada recentemente pelo Sinaenco (Sindicato das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva), apenas 8% das empresas de engenharia do país estão usando o BIM e deste montante 34% estão em fase inicial.

Essa carência no entendimento do BIM e a experiência adquirida pela Magna desde 2012 fez com que a CAESB, Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal, contratasse a projetista para essa consultoria que envolve treinamento de equipe e implantação do BIM com a AEC Collection.

A expectativa da Magna é ampliar essa consultoria para empresas tanto na esfera pública quanto na privada, a fim de acelerar a implantação da construção digital que o BIM proporciona e ajudar o Brasil a avançar no que diz respeito às obras de infraestrutura que tanto impactam a nossa economia.

“Um parceiro como a Magna nos ajuda na transformação digital da indústria, e amplifica os benefícios que o BIM proporciona com toda a inteligência de dados que a metodologia oferece baseados em nossa tecnologia”, afirma Claudio Pinto, diretor de vendas da Autodesk Brasil.

Sobre a Autodesk

Autodesk faz software para as pessoas que criam coisas. Se você já dirigiu um carro de alto desempenho, admirou arranha-céus imponentes, usou um smartphone, ou assistiu a um bom filme com efeitos visuais, significa que você já experimentou o que milhões de clientes da Autodesk estão fazendo com o nosso software. A Autodesk lhe dá o poder de fazer qualquer coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *