MG acerta detalhes de empréstimo de US$ 260 milhões com BID

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves conseguiu empréstimo de US$ 260 milhões que deve ser concedido ao Governo do Estado de Minas pelov Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Os acertos finais para o empréstimo foram realizados durante reuniaõ ocorrida na sede do BID, em Washington, sexta-feira (12), com o vice-presidente da instituição, Roberto Vellutini.

Os recursos serão aplicados no Programa de Pavimentação de Ligações e Acessos Rodoviários aos Municípios (Proacesso).

O governador de Minas disse que “o BID é um parceiro histórico de Minas Gerais e tem nos ajudado em investimentos muito importantes, especialmente no Proacesso, que vai ligar todos os municípios mineiros que não tinham ligação asfáltica antes do nosso governo. Na verdade, o que queremos é assegurar o financiamento ainda para 2010”.

O empréstimo foi aprovado pela Assembléia Legislativa no dia 28 de maio. A expectativa do governador é que, em vinte dias, a direção do BID confirme a liberação dos recursos.

Uma missão da instituição esteve em Belo Horizonte há duas semanas avaliando o processo licitatório adotado pelo Governo do Estado no Proacesso.

O Governo de Minas retomou suas negociações com o BID em 2003. Uma das primeiras parcerias foi exatamente em torno do Proacesso. Na primeira fase do programa, o banco emprestou ao Estado US$ 100 milhões.

Minas Gerais tem ainda outros empréstimos que totalizam US$ 120 milhões junto ao BID para programas de infraestrutura viária, eletrificação rural, telefonia celular e iniciativas de gestão administrativa e do turismo de negócios.

Os recursos em negociação com o BID serão aplicados na conclusão do Proacesso, que já está com 90% das obras em andamento ou concluídas.

Das 225 cidades que não tinham ligação asfáltica até 2003, 108 já estão com as obras concluídas, 70 estão em obras que serão entregues até meados do ano que vem e 23 obras estão em processo licitatório.

Depois de concluídos, todos os trechos totalizarão 5.452 quilômetros de extensão de rodovias beneficiando diretamente mais de 1,5 milhão de pessoas.

O Proacesso recebeu, até 2008, investimentos de R$ 1,37 bilhão incluindo recursos do Tesouro do Estado e de operações de crédito externas com o banco japonês JBIC, no valor de US$ 166 milhões, e com o BID, de US$ 100 milhões.

Em 2009, serão investidos mais R$ 1,1 bilhão. O investimento total no programa será de R$ 3,4 bilhões.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *