Categorias

1 de março de 2021

Plataforma de informação sobre Infraestrutura, Construção Industrial e Edificações

Projeto que atendeu uma demanda de alta vazão (355 m3/h) e alta pressão (8,60 bar) – Bomba Helicoidais

2 min read

Para atender uma demanda específica do cliente SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), a NETZSCH do Brasil desenvolveu o projeto da maior bomba helicoidal do mundo. A unidade regional da SABESP, de Presidente Prudente (SP), tinha um grande problema, pois a bomba centrífuga submersa, que havia sido instalada, apresentava paradas frequentes e um elevado custo de manutenção. Inicialmente, como alternativa, foi feita uma substituição por uma bomba centrífuga horizontal, que trouxe redução do consumo, mas mesmo assim ainda não atendia às expectativas da regional da SABESP. A bomba precisava operar em condições de trabalho bastante específicas, que combinavam uma alta vazão (355 m3/h), com elevada pressão (8,60 bar), e uma sucção de 4,5 m. E o mais importante, toda esta condição deveria ser atendida por um único equipamento, com um motor de 200 HP.

A NETZSCH do Brasil aceitou o desafio e, desse projeto, nasceu a maior bomba helicoidal do mundo, o modelo NM 180.2L. Após os cálculos da potência consumida e instalada, foi concluído que essa bomba deveria apresentar uma alta eficiência e consequentemente um menor consumo de energia. A bomba centrífuga tinha um motor de 400 HP, ou seja, um benefício adicional que deveria ser comprovado. O projeto foi um sucesso, a bomba superou as expectativas, o consumo de energia caiu cerca de 60% e o custo de manutenção passou a ser irrisório.

Com essa performance positiva, a SABESP adquiriu mais uma bomba. Com a economia de manutenção e energia, o retorno do investimento ocorreu em alguns meses e esse resultado passou a ser referência nesse tipo de aplicação. Não só na SABESP, mas em todo setor de Saneamento. Esse Case SABESP entrou para história da NETZSCH do Brasil como um desafio em busca da solução para o cliente que se transformou no projeto da maior bomba helicoidal do mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *