Changi virou atração turística na cidade

Aeroporto, cuja operadora também integra o consórcio de concessão do Tom Jobim, liderado pela Odebrecht, movimentou 53,7 milhões de passageiros no ano passado

José Carlos Videira

Changi ocupa uma área Aeródromo soma modernidade e serviços total de 13 km²

Aeródromo soma modernidade e serviços

O Aeroporto Internacional de Changi, em Cingapura, é reconhecido como um dos mais modernos e premiados da aviação. Sexto mais movimentado do mundo, recebeu mais de 20 vezes o prêmio de melhor aeroporto pela revista Business Traveller, além de figurar em boas posições em outras dezenas de rankings que avaliam aeroportos.

Aberto em 1981, numa área de 13 km², desde 2009, é administrado pelo Grupo Changi Airport, sócio da brasileira Odebrecht na concessionária que venceu o leilão de concessão do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. No ano passado, 53,7 milhões de passageiros passaram por seus três terminais, volume 5% maior do que o ano anterior e recorde de movimentação de passageiros.

Em suas duas pistas de 4 mil m de comprimento, o total de pousos e decolagens foi de 343,8 mil, no ano passado, 5,9% a mais que em 2012. As 110 companhias aéreas que operam em Changi voaram para 280 cidades em mais de 60 países pelo mundo. O total de carga aérea movimentado no aeroporto ficou estável, em 1,85 milhão de t, em 2013.

Tamanho movimento convenceu o Grupo Changi Airport a construir um quarto terminal no aeroporto. Com área de 195 mil m², terá capacidade para 17 milhões de passageiros. As obras do terminal 4 devem começar ainda neste ano, e ficarão a cargo da construtora japonesa Takenaka Corporation.

A despeito de toda a sua envergadura, com seus três terminais somando mais de 1 milhão de m², o Aeroporto de Changi busca garantir o máximo de qualidade e conforto aos seus usuários. Experiências que vão muito além da média dos aeroportos no mundo, e que por isso mesmo figura no topo da lista de mais bem avaliados.

Todas as atrações que facilitam a vida de viajantes e garantem conforto antes e depois do embarque são encontradas em todos os três terminais. Porém, o terminal 3, inaugurado em 2008, é destinado aos passageiros que exigem um nível de conforto mais luxuoso.

Os três terminais com mais de 1 milhão de m² foram concebidos para garantir funcionalidade e, principalmente,conforto aos mais de 53 milhões de passageiros em trânsito

O Aeroporto de Changi oferece uma série de mimos aos passageiros que vão desde massagens gratuitas, academias de ginástica e spa, áreas para banhos, jardins temáticos, com ampla cobertura natural de plantas e ornamentos, tanques de peixes ornamentais, áreas para descanso em família e até uma piscina. Nos três terminais também estão disponíveis áreas tranquilas destinadas a orações.

O terminal aéreo também oferece gratuitamente 550 quiosques para uso dos passageiros, além de centros de negócios com serviços de digitação, cópias, entre outras facilidades, durante 24h. O acesso à internet é grátis em todos os locais.

Playgrounds, cinema, teatro, TVs, área de jogos são alguns dos entretenimentos oferecidos no Aeroporto de Changi que agradam as crianças. As atrações são tantas que visitantes normais e turistas — que não vão viajar — aproveitam para desfrutar das comodidades do aeroporto. Segundo pesquisas, Changi é um dos melhores lugares de Cingapura para se fazer compras e sair para jantar com a família.

Changi em números

Início de operações: 1981

Área total: 13 km2

Pistas: 2 (4.000 m cada)

Posições de aeronaves para embarque por fingers: 92

Posições de aeronaves para embarque remoto: 37

Terminais: 3 (mais de 1 milhão de m² de área)

Capacidade: 66 milhões de passageiros/ano

Passageiros: 53,7 milhões (2013)

Cargas: 1,85 milhão de t (2013)

Movimento de aeronaves: 324 mil (2013)

Companhias aéreas: Mais de 100

Voos: 6.500 semanais

Destinos: 280 cidades em 60 países

Funcionários totais: 32 mil

As instalações oferecem uma das melhores experiências ao passageiro, atraindo inclusive quem não viaja. De quiosques para acesso à internet, passando por playgrounds, aquários e até piscina

Fonte: Revista O Empreiteiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *