Emprego da Construção Civil cresceu 12,38%

A indústria da Construção Civil continua apresentando indicadores positivos para a economia brasileira. Segundo levantamento do SindusCon-SP e da FGV Projetos, com base nos dados do Ministério do Trabalho, ao contrário de anos anteriores, quando o nível de emprego no mês de novembro caiu devido à conclusão das obras, em 2007 o indicador do penúltimo mês do ano registrou alta de 0,61%, em relação a outubro, o que significa a geração de 10,8 mil empregos no setor em todo o Brasil.

No acumulado do ano – de janeiro a novembro de 2007 -, o aumento chega a 15,12%. Assim, nesses 11 meses a construção civil contratou 234,6 mil empregados e formou estoque total de 1,79 milhão de trabalhadores, número 12,38% superior em relação ao mesmo período de 2006.

Para o presidente do SindusCon-SP, João Cláudio Robusti, “o resultado comprova o bom momento do setor e reforça as projeções do SindusCon-SP para um crescimento de 7,9% para a construção civil em 2007”.

No Estado de São Paulo, o nível de emprego atingiu número recorde. Foram 5,7 mil contratações em novembro, um aumento de 1,13% ante o mês anterior. Em 12 meses, a alta do emprego na construção civil paulista é de 18,9%.

Na capital paulista, o nível registrou aumento de 1,58%, em relação a outubro, equivalente a 3,7 mil novos empregos. Em 12 meses, a alta é de 23%, o que significa mais 45,3 mil vagas.

Nem todos os Estados apresentaram números positivos, mas o bom desempenho de alguns contribuiu para manter o crescimento nas cinco regiões do País. No Norte (+0,68%), os destaques ficam por conta de Roraima e Pará, que tiveram alta de 4,6% e 4,2%, respectivamente. Já no Nordeste (+0,81%), quem abriu mais vagas em novembro foi o Estado de Pernambuco, com aumento de 3,3%.

Na região Sudeste (+0,51%), São Paulo continua como a locomotiva da região (+1,13%), seguido do Rio de Janeiro, que registrou variação positiva de 0,23%. Na região Sul (+0,54%), Santa Catarina e Rio Grande do Sul apresentaram variação mensal semelhantes, com aumento de 1,13% em ambos. E no Centro-Oeste (+0,96%), o nível de emprego foi sustentado pelo ritmo aquecido do Mato Grosso do Sul, que teve alta de 7,4% no mês, em relação a outubro do mesmo ano.

No acumulado do ano, quem deve mostrar melhor desempenho proporcional entre as regiões é o Norte (+27,39), com destaque para Tocantins, que de janeiro a novembro de 2007 apresenta alta de 87,86% no nível de emprego da construção civil.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *