Espírito Santo anuncia investimentos de R$ 240 milhões para expansão do Porto de Vitória

Já está disponível no site da Secretaria Especial de Portos o edital de licitação para as obras de dragagem do canal de acesso do Porto de Vitória, no Espírito Santo. O projeto faz parte do pacote de investimentos, estimado em cerca de R$ 240 milhões, anunciado na última semana pelos governos capixaba e federal. O objetivo é tornar o terminal mais competitivo e permitir a operação de navios de grande porte no local.

As obras de dragagem do Porto de Vitória serão realizadas para aprofundar e alargar o canal de acesso. Segundo a Secretaria Especial de Portos, atualmente a profundidade do Porto de Vitória varia entre 6,5 metros a 11 metros, de acordo com o trecho. Com as obras de dragagem, a medida passará para 14 metros. Já a extensão será aumentada de 70 metros para 120 metros em todo o seu percurso.

O projeto de dragagem é estimado em R$ 117 milhões, sendo R$ 77 milhões provenientes do Governo Federal e R$ 40 milhões do Governo do Espírito Santo. Vencerá a licitação a empresa ou consórcio, nacional ou internacional, que apresentar a proposta com menor preço. Os envelopes serão abertos no dia 13 de agosto. A expectativa é de que as obras comecem em outubro e sejam concluídas até o final de 2010.

Para acessar o edital de licitação da obra, clique aqui. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (61) 3411-3742 ou e-mail dragagemvitoria@portosdobrasil.gov.br.

Novo cais e Porto de Águas Profundas

Além da obra de dragagem do Porto de Vitória, o governo capixaba anunciou também a construção de um novo cais no terminal com 400 metros de extensão. A obra consumirá R$ 125 milhões dos R$ 240 milhões anunciados para investimentos no Porto. Até o final de julho o licenciamento ambiental para a execução do projeto deve ser liberado. Logo em seguida, o edital de licitação será lançado.

A Secretaria Especial de Portos, o Governo do Espírito Santo, a Prefeitura de Vitória e a Companhia Docas do Estado do Espírito Santo (Codesa) ainda assinaram um Protocolo de Intenções para viabilizar estudos sobre a construção de um Porto de Águas Profundas no complexo Praia Mole-Tubarão.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *