Klabin vai abrir até 5 mil vagas de emprego em nova fase de obras

“Em plena fase da construção civil, área responsável pela maior parte das contratações, e prestes a iniciar a montagem eletromecânica (implantação da infraestrutura fabril), a Klabin entrará em breve em uma nova fase das obras no Projeto Puma II – maior investimento privado da história do estado, de R$ 9,1 bilhões, em Ortigueira.

Conjunta, a fase com construção civil e montagem eletromecânica, é o período de maior concentração de mão de obra. Segundo a empresa, nesta fase, cuja maior movimentação ocorre entre os meses de abril e agosto deste ano, estima-se que sejam contratados cerca de mais 4 a 5 mil trabalhadores pelas empresas participantes do projeto.

Para tocar o projeto, a Klabin está dando continuidade às contratações por meio das Agências do Trabalhador. No último dia 28, uma reunião com a Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) definiu estratégias para a captação de mão de obra na região.”

“Inicialmente, as novas contratações estão sendo feitas pelas Agências do Trabalhador de Ortigueira, Telêmaco Borba e Imbaú – área de abrangência da fábrica. “As empresas contratadas para a construção e montagem industrial estão abertas para estabelecer parcerias com as Agências do Trabalhador, buscando simplificar processos e melhorar a forma da divulgação das vagas, para que todos com condições de empregabilidade tenham a mesma oportunidade de um novo emprego”, diz Sales Bueno, gerente de Gente e Gestão do Projeto Puma II.

Vagas atuais
Estão abertas vagas no momento vagas para carpinteiro, armador de ferro, mecânico de montador, de manutenção, ajustador, soldador, caldeireiro, eletricista industrial e ajudante.

Na visão da empresa, captar mão de obra com pessoas adaptadas à região além de fortalecer a economia local gera um menor impacto na infraestrutura das cidades. Hoje o Projeto Puma II conta com quase 4 mil trabalhadores (contratados desde julho de 2019), sendo 51% de Ortigueira, Telêmaco Borba e Imbaú – ao todo 77% dos trabalhadores são do Paraná. Pelo pagamentos de salários, mensalmente são injetados cerca de R$ 1,5 milhão na economia local (em Ortigueira). Até a conclusão da obra prevista para 2023, 11 mil vagas devem ser geradas.

Segundo a Sejuf, além do recrutamento nas agências dos municípios citados, um ônibus deve percorrer a região em outras cidades e distritos próximos, a Agência do Trabalhador Itinerante. “O ônibus itinerante irá até os distritos próximos para recrutar trabalhadores que não têm condição se deslocar até uma agência do trabalhador”, explica o secretário Ney Leprevost. A Sejuf informou ainda que não há um cronograma específico para esse processo. Caso as vagas não sejam todas preenchidas na região, a Sejuf diz que vai ampliar a oferta das vagas para agências de outras cidades do estado.

Puma II
O novo empreendimento da Klabin em Ortigueira, o Projeto Puma II terá a construção de duas máquinas de papel para embalagens (kraftliner), com produção de celulose integrada (920 mil toneladas anuais). A maior parte dos equipamentos será instalada na primeira etapa do projeto – com capacidade de 450 mil toneladas anuais –, que deve ser concluída até junho de 2021. A unidade Puma I entregue em 2016 já produz celulose branqueada com capacidade anual de 1,6 milhão de toneladas.

“Dentro do investimento de R$ 9,1 bilhões, R$ 450 milhões serão investidos em obras de infraestrutura nas malhas viárias da região do projeto.

Quando concluído, o projeto Puma II tem potencial de geração de ICMS incremental de até R$ 200 milhões por ano ao estado, além do impacto no comércio, serviços e arrecadação municipal.”

FONTE: GAZETA DO POVO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *