Santo Antônio Energia inicia reforma de 11 postos de saúde em Porto Velho

A Santo Antônio Energia, empresa responsável pela construção e operação da Usina Hidrelétrica Santo Antônio, inicia em abril as reformas de 11 postos de saúde localizados em Porto Velho. Serão investidos R$ 350 mil nas obras de revitalização, com previsão de conclusão para a segunda quinzena de maio.

As reformas envolvem limpeza do terreno em toda a área externa, pintura, recuperação de coberturas e forros, reparos ou substituição de vidros e esquadrias (portas, janelas e portões), revestimentos de paredes e pisos, verificação e balanceamento das redes elétricas e reparos e substituições em instalações hidrosanitárias.

Serão beneficiadas as seguintes unidades, conforme definição da Secretaria Municipal de Saúde de Porto Velho.

* Agenor de Carvalho – Bairro Agenor de Carvalho
* Caladinho – Bairro Caladinho
* Ernandes Índio – Bairro Esperança da Comunidade
* José Adelino – Bairro Ulisses Guimarães
* Manoel Amorim de Matos – Bairro Jardim Eldorado
* Maurício Bustani – Bairro Liberdade Nova Floresta – Bairro Nova Floresta
* Osvaldo Piana – Bairro Areal
* Pedacinho de Chão Bairro Meu Pedacinho de Chão
* Rafael Vaz e Silva – Bairro Mato Grosso
* Renato Medeiros – Bairro Cidade do Lobo

A iniciativa integra o Projeto Básico Ambiental (PBA), documento que reúne um conjunto de ações e medidas a serem implantadas antes, durante e após as obras, para tratar adequadamente os impactos identificados nos estudos ambientais. O PBA da UHE Santo Antônio é composto por dois programas gerenciais – o Programa Ambiental para a Construção (PAC) e o Sistema de Gestão Ambiental (SGA). Também engloba outros 26 programas. Os recursos previstos para as ações socioambientais são de R$ 600 milhões.

Outra ação de destaque foi a entrega, em julho de 2008, de R$ 600 mil em equipamentos para a Unidade de Saúde da Família e Pronto Atendimento Hamilton Raulino Godim. A instituição, que atende cerca de 26 mil pessoas mensalmente, recebeu 207 novos itens e passou a oferecer serviços de eletrocardiograma, ultra-som e aparelho de raio-X.

Também em 2008, foi firmado um convênio de R$ 65 milhões com a Prefeitura de Porto Velho a serem aplicados em programas de saúde, infraestrutura, educação e saneamento.

Fonte: Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *