Terex impulsiona a marca de manipuladores Fuchs no mercado nacional

A empresa especializada no manuseio de materiais Fuchs, que pertence a Terex, quer expandir sua atuação no Brasil. Sandro Sato, responsável pela unidade de negócios na América do Sul, crê nos diferenciais dos equipamentos da marca para conquistar mercado por aqui.

Ele explica que as máquinas da Fuchs operam como uma escavadeira, só que com características distintas da que se conhece tradicionalmente de um equipamento desse tipo. E é isso que a torna melhor de se usar em determinados serviços.

“A escavadeira tradicional, poderia se dizer, tem força de movimento no subsolo. Os equipamentos da Fuchs trabalham muito bem do nível do solo para cima”, explica Sandro. “É o conceito que chamamos de trabalhar em cima da terra”.

Os equipamentos da Fuchs têm braços hidráulicos mais longos e potência adequada para as suas aplicações em relação as escavadeiras tradicionais. Além disso, tem giro rápido de 360° e vem equipados com softwares de projeto, aplicações especiais e controle de componentes. Tem ainda modos de operação podendo obter até 36% de redução de consumo de combustível.

Eles são apropriados para uso nos segmentos florestal, de sucata e reciclagem, e de movimentação de grãos e minério. No Brasil, a marca Fuchs vende de 20 a 30 máquinas por ano.

Sandro conta que nos últimos tempos aumentou as consultas por máquinas, principalmente na área de reciclagem.

Os manipuladores de materiais Fuchs oferecem capacidades de elevação de até 24,5 m e pesos operacionais de 20 t a 90 t.

A Fuchs foi inicialmente fundada na Alemanha por Johannes Fuchs em 1888, como uma empresa de máquinas agrícolas e de fabricação de equipamentos sólidos. Em 2012, foi adquirida pela Terex.

Hoje, a Terex conta com três divisões: material process (Fuchs, Powerscreen, CBI, Ecotech), plataforma (Genie) e guindastes (Demag e Terex).

Sandro Sato explica que pretende fortalecer a distribuição de equipamentos da marca Fuchs no Brasil.

Novos lançamentos

Durante a Bauma 2019, realizada de 8 a 14 de abril em Munique, na Alemanha, a Fuchs apresentou três de suas mais recentes inovações.

O MHL375F HD é um novo manuseador de materiais de última geração que é adequado para aplicações de manuseio de sucata e em portos, apresentando sistema telemático e a opção de ser alimentado por um motor a diesel ou elétrico.

Preenchendo a lacuna na categoria de 60 a 70 t, o MHL375F HD é extremamente ágil e possui um sistema modular que permite que os clientes personalizem suas máquinas conforme suas necessidades, como pneus duplos ou simples, sistemas de carregamento com um alcance de 18 m até 22 m, e vários sistemas de elevação de cabine.

Também esteve em exibição na feira o MHL320F, com recursos “compactos” para atender às aplicações de reciclagem em espaços restritos, apresentando uma caixa de lança redesenhada que, junto com a cinemática do dipperstick (haste mergulhante), permite que um caminhão seja carregado em ambientes com baixa altura do teto. Ele também tem direção nas quatro rodas que oferece um círculo de giro apertado para espaços restritos, oferecendo melhor maneabilidade.

A terceira máquina da Fuchs lançada na Bauma 2019 foi a RHL350F, inspirado no campeão de vendas MHL350F, mas com um material rodante com esteiras rolantes em vez de um material rodante móvel, para se adequar a aplicações em terrenos moles e não pavimentados. O RHL350F tem trilhos de lagarta que são retráteis para tornar o transporte relativamente fácil e barato, e a opção de um material rodante com esteira hidraulicamente ajustável para reduzir o tempo de montagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *