Categorias

17 de abril de 2021

Portal de informação sobre Infraestrutura, Construção Industrial e Edificações

Método Potencial Engenharia construirá unidade de liquefação de gás natural do Campo de Azulão, no Amazonas

4 min read

Contrato firmado com a Eneva tem duração de 14 meses. Estratégica para a região Norte do Brasil, planta abastecerá a usina termoelétrica (UTE) Jaguatirica II, em Boa Vista (RR)

A Eneva selecionou a Método Potencial Engenharia, uma das empresas mais destacadas e reconhecidas do setor de engenharia e construção do Brasil, para atuar nas obras de construção da unidade de liquefação de gás natural do Campo de Azulão, localizado entre os municípios de Silves e Itapiranga, no estado do Amazonas.

Joel Peito, Diretor Executivo da Unidade de Negócios de Construção e Montagens Industriais da Método, destaca que esse novo contrato é fruto do trabalho de excelência desenvolvido pela companhia no segmento de Óleo e Gás, e marca a bem-sucedida estratégia da Método de ampliar sua presença no mercado privado. “A conquista do projeto com a Eneva confirma a nossa expertise no setor, e contribui para a consolidação da posição da Método, que já atua ao longo de toda a cadeia de valor do gás natural, desde a extração, transporte e processamento, até a distribuição”, afirma.

A obra de construção da unidade de liquefação está em fase de mobilização e tem prazo de conclusão previsto para o primeiro trimestre de 2021. “Enfrentaremos situações desafiadoras neste projeto. Além das questões técnicas, a região amazônica impõe dificuldades logísticas, com condições meteorológicas adversas”, conta Peito.

O Campo de Azulão foi adquirido pela Eneva em 2018, e a produção de gás liquefeito será transportada por carretas, por cerca de 1.100 km, para Boa Vista (RR), onde será instalada a usina termoelétrica (UTE) Jaguatirica II. Com 132 MW de potência, a UTE, que também pertence à Eneva, é estratégica para a região, pois fornecerá energia para o Estado.

Unidade Industrial

Uma das três unidades de negócio da Método, a Unidade Industrial responde por grande parte dos negócios da companhia, e vem crescendo muito rapidamente, puxada pelos negócios de Óleo & Gás, bem como no setores de Energia, Indústria de Transformação, Portos e Infraestrutura, que totalizam hoje mais de 420 contratos.

Já no início de 2020, a Método foi selecionada pela Braskem para realizar serviços de construção e montagem na unidade do Polo Petroquímico do Grande ABC (SP), durante a sua Parada Geral de Manutenção.

Em 2019, conquistou 20 novos contratos e consolidou sua presença em projetos de engenharia no segmento de O&G, incluindo a expansão da rede de distribuição de gás natural da Comgás, em São José dos Campos (SP), o que a posiciona como a única do setor a atuar em toda a cadeia do gás, desde a extração, transporte e processamento, até a distribuição.

Por meio de uma joint-venture com a Shandong Kerui, a Método é responsável também pelas obras da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) do COMPERJ, no Rio de Janeiro, maior obra de engenharia do setor de O&G em andamento hoje no país e a maior da Petrobras pós Lava-Jato.

Nos últimos anos a Método executou serviços em várias modalidades nas principais refinarias e Unidades Operacionais do Petrobras, tais como REPLAN, RLAM, REVAP, RPBC, REDUC, UO-AM e RNCE.

Sobre a Método Potencial Engenharia

Fundada em 1973, a Método Potencial Engenharia conta com 5.000 colaboradores e, em seus 46 anos de atuação, deixou um legado importante de realizações, com milhares de obras e projetos em todo o Brasil. Em 2009, adquiriu a Potencial Engenharia, especializada em Óleo & Gás e, em 2014, consolidou a união das duas empresas.

A companhia atua em diversos setores por meio de suas três divisões de negócios: Construção Civil, Fast Construction e Industrial, desenvolvendo projetos de grande complexidade.

Baseada em um forte compromisso com a ética, compliance e sustentabilidade, a Método foi a primeira empresa brasileira a participar do United States Green Building Council. É membro fundadora do Conselho Brasileiro de Construção Sustentável e conta com um dos maiores portfólios de projetos certificados no País. Em 2015, foi agraciada com o Prêmio Ética nos Negócios, concedido pelo Instituto Brasileiro de Ética nos Negócios. Ao longo de sua história, foi eleita cinco vezes a Melhor Empresa da Indústria da Construção no Guia Maiores e Melhores da Revista Exame, e, em uma delas, premiada como Empresa do Ano. Em 2019, foi eleita a terceira melhor empresa na Gestão de Pessoas pelo Valor Carreira.

1 thought on “Método Potencial Engenharia construirá unidade de liquefação de gás natural do Campo de Azulão, no Amazonas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *