Karina Posse, esposa, mãe e estudante de engenharia

Bom me chamo Maiara Karina Posse, mas todos me conhecem por Karina, tenho 34 anos e sou mãe de 3 filhos. Larissa fez 18 anos esta semana. Esta terminando o magistério e passou no Instituto Federal Riograndense para fazer engenharia civil.

Jaime Jr. de 10 anos, que estuda, faz cursinho de inglês, de desenvolvedor de games e catequese.

Anna Karolina, de 8 anos que é especial tem uma síndrome rara e progressiva que demanda bastante tempo de mim pois faz vários atendimentos semanais.

Na foto Karina com seu marido Jaime e os filhos Larissa, Jaime Jr. e Ana Karolina

Decidi cursar engenharia pois desejava um futuro melhor para mim e para os meus filhos e o vasto ramo de atuação nesta área pesou a escolha.

Todos estudamos no período manhã. Eu estudo no Instituto Federal Riograndense. Devido a minha rotina, curso poucas matérias, em torno de 4 a 5 por vez, até o momento tem funcionado mesmo deste jeito meio louco.

Em janeiro 2019 iniciamos a construção da minha casa própria, meu esposo e eu ficamos responsáveis por tudo. Fizemos a planta baixa, contratamos um arquiteto para desenvolver os projetos pois ainda não possuo formação e iniciamos a construção.

Registrei todos os passos da obra e a visito todos os dias. Tive que fazer um rodízio para cuidar das crianças, estudar na faculdade, levar a Anna, minha filha especial em seus atendimentos e no meio disso lidar com as necessidades da obra como escolha de materiais, profissionais da construção civil, pedreiro, pintor, fazer os ensaios da obra, uma verdadeira loucura.

Estamos ainda terminando e tem previsão para conclusão em abril deste ano. Falta o acabamento, pra falar a verdade eles estão rebocando uma escada pois digamos que não passou pelo teste de qualidade, executei os ensaios de resistência, moldei e rompi os corpos de prova.

A parte estrutural passou após todos os testes, o problema de fato está no acabamento.

A experiência prática foi muito enriquecedora para mim, além de lidar com decisões comuns como cliente tive o peso da escolha e pesquisa de materiais. Cada material escolhido tem sua vantagem e desvantagem. Houve muita pesquisa e alguns professores me auxiliaram.

No início tive que me impor bastante, ter uma postura mais firme com os envolvidos na obra. Alguns aceitaram tranquilamente quando eu solicitava algo, porém outros são mais relutantes, mas no final tudo está dando tudo certo!

Maiara Karina Posse, estudante de engenharia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *