Ponte Estaiada no Ceará terá recursos de R$ 249 mi pelo PAC

A Ponte Estaiada foi incluída como obra do programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e receberá recursos de R$ 259 milhões do Orçamento Geral da União (OGU). A inclusão da obra no PAC foi recomendada pela Diretoria de Mobilidade Urbana da Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana (Semob). A contrapartida do Estado para a obra será de R$ 79 milhões, totalizando investimento de R$ 338 milhões.

A Ponte Estaiada deverá ser a mais nova opção de acesso entre o seu Litoral Norte e Leste e a Zona Sul, e junto com o Mirante de Fortaleza, serão equipamentos turísticos de referência para cidade. Terá 850 m de comprimento, devendo ser implantada entre o bairro Cidade 2.000 e o Centro de Eventos do Ceará (CEC). A ponte será suportada por dois mastros distantes 500 m um dos outro, de forma a intervir o mínimo possível na área de preservação do Rio Cocó.

De arquitetura diferenciada de forma a reforçar a vocação turística da cidade e atrair visitantes, a ponte terá dois trechos de acesso em laje de concreto, sendo do lado sul com 250 m de extensão e do lado norte 100; trecho estaiado – seguro por cabos – com 500 m sendo o vão central de 250 m e dois adjacentes com 125 ms; quatro faixas de 3,60 m de largura; quatro faixas de segurança e barreiras de concreto lateral e central; dois mastros com 64 m de altura.

O acesso será facilitado mediante a construção de uma rótula na confluência da avenida Padre Antônio Tomás com a rua magistrado Pompeu, na entrada da Cidade 2.000 e o alargamento da rua Magistrado Pompeu e da avenida das Adenanteras, contornando aquela área residencial.

A ponte estaiada e acessos deverão contribuir para desafogar o fluxo de veículos nas avenidas Sebastião de Abreu, alimentada principalmente pelas avenidas Antônio Sales, Padre Antônio Tomás e Santos Dumont em direção à avenida Washington Soares. Também contribuirá para a ocupação ordenada daquela região e facilidades de acesso aos diversos equipamentos que funcionam naquela área como o Centro de Eventos do Ceará (CEC), o Fórum, shoppings, corredor gastronômico e faculdades.

Fonte: Padrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *